Capitais têm 11 milionários eleitos; patrimônio médio é de R$ 10,6 milhões

João Doria (PSDB) tem o maior patrimônio entre os prefeitos eleitos nas capitais
Onze dos 26 prefeitos eleitos nas capitais em 2016 têm patrimônio superior a R$ 1 milhão, segundo declaração de bens entregue ao TSE (Tribunal Superior Eleitoral). O número de milionários cresceu em relação a 2012, quando nove eleitos tinham patrimônio superior à cifra, conforme dados informados ao TSE e já corrigidos pelo IPCA (Índice de Preços ao Consumidor Amplo) do período.
Ao todo, os bens dos 26 novos prefeitos somam R$ 275 milhões, o que dá uma média de R$ 10,6 milhões para cada novo chefe de Executivo. O valor é 8% menor que na eleição de 2012, quando a soma do patrimônio dos eleitos era de R$ 298 milhões.
Entretanto, a divisão de bens não passa longe de ser igual e, entre o mais rico e o mais pobre, há uma diferença de 17.300%.
Segundo as declarações, o prefeito de São Paulo, João Dória (PSDB), é o mais rico, com patrimônio de R$ 179 milhões. Depois dele aparece o prefeito reeleito em Salvador, ACM Neto (DEM), com patrimônio declarado de R$ 27 milhões. Carlos Amastha (PSB), reeleito em Palmas, vem em seguida no ranking com R$ 21 milhões.
Em 2012, um patrimônio de prefeito também se destacava e puxava a média para cima. Trata-se do prefeito de Belo Horizonte, Mário Lacerda (PSB), que declarou bens num total de R$ 157 milhões, em valores corrigidos pela inflação.
Entre os com menor patrimônio em 2016 está o prefeito reeleito de Manaus, Artur Vigilio Neto (PSDB), que declarou bens num valor de R$ 160 mil.
Levantamento feito pelo UOL em setembro revelou que, dos 20 candidatos à reeleição nas capitais, 14 declararam ter perdido patrimônio após os quatro anos de mandato.
Veja o patrimônio de cada prefeito eleito nas capitais
  • Manaus – Artur Virgílio Neto (PSDB) – R$ 160.784,29
  • São Luís - Edivaldo Holanda (PDT) – R$ 193.186,48
  • Recife - Geraldo Júlio (PSB) – R$ 490.500,00
  • Natal - Carlos Eduardo (PDT) – R$ 1.994.985,41
  • Rio Branco - Marcus Alexandre (PT) – R$ 485.000,00
  • São Paulo - João Dória (PSDB) – R$ 179.765.700,69
  • Fortaleza - Roberto Claudio (PDT) – R$ 601.020,91
  • Boa Vista - Teresa (PMDB) – R$ 212.627,44
  • Macapá - Clecio (Rede) – R$ 328.391,74
  • Porto Velho - Dr. Hildon (PSDB) – R$ 11.261.219,90
  • Teresina - Firmino Filho (PSDB) – R$  285.296,13
  • Palmas  - Carlos Amastha (PSB) – R$ 21.093.095,53
  • Curitiba - Rafael Greca (PMN) – R$ 573.442,75
  • Campo Grande - Marquinhos Trad (PSD) – R$ 1.400.126,51
  • Maceió - Rui Palmeira (PSDB) – R$ 835.090,38
  • Belém -  Zenaldo Coutinho (PSDB) – R$ 1.249.574,51
  • Vitória - Luciano Rezende (PPS) – R$ 672.424,08
  • Salvador - ACM Neto (DEM) – R$ 27.886.721,62
  • João Pessoa - Luciano Cartaxo (PSD) – R$ 1.131.560,69
  • Aracaju - Edvaldo Nogueira (PCdoB) – R$ 951.243,57
  • Rio de Janeiro - Marcelo Crivella (PRB) – R$ 701.651,81
  • Cuiabá - Emanuel Pinheiro (PMDB) – R$ 1.357.151,46
  • Belo Horizonte - Alexandre Kalil (PHS) – R$ 2.787.609,13
  • Porto Alegre - Nelson Marchezan Jr. (PSDB) – R$ 738.443,90
  • Florianópolis - Gean Loureiro (PMDB) – R$ 536.744,97
  • Goiânia - Iris Rezende – R$ 17.871.579,12
        
Total - R$ 275.565.173,02

Capitais têm 11 milionários eleitos; patrimônio médio é de R$ 10,6 milhões Capitais têm 11 milionários eleitos; patrimônio médio é de R$ 10,6 milhões Reviewed by Ricardo Adriano on outubro 31, 2016 Rating: 5

Nenhum comentário

Teste Teste Teste Teste

Teste Teste Teste Teste Teste Teste Teste Teste Teste Teste Teste Teste Teste Teste Teste Teste Teste Teste Teste Teste Teste Teste Teste Teste Teste Teste Teste Teste Teste Teste