Liturgia da Palavra de hoje (21)

Primeira Leitura (Ef 4, 1-6)
Leitura da Carta de São Paulo aos Efésios.
Irmãos, 1eu, prisioneiro no Senhor, vos exorto a caminhardes de acordo com a vocação que recebestes: 2Com toda a humildade e mansidão, suportai-vos uns aos outros com paciência, no amor. 3Aplicai-vos a guardar a unidade do espírito pelo vínculo da paz. 4Há um só Corpo e um só Espírito, como também uma só é a esperança à qual fostes chamados. 5Há um só Senhor, uma só fé, um só batismo, 6um só Deus e Pai de todos, que reina sobre todos, age por meio de todos e permanece em todos.

- Palavra do Senhor.
- Graças a Deus.

Responsório (Sl 23)
— É assim a geração dos que buscam vossa face, ó Senhor, Deus de Israel.
— É assim a geração dos que buscam vossa face, ó Senhor, Deus de Israel.
— Ao Senhor pertence a terra e o que ela encerra, o mundo inteiro com os seres que o povoam; porque ele a tornou firme sobre os mares, e sobre as águas a mantém inabalável.
— “Quem subirá até o monte do Senhor, quem ficará em sua santa habitação?” “Quem tem mãos puras e inocente coração.
— Quem não dirige sua mente para o crime. Sobre este desce a bênção do Senhor e a recompensa de seu Deus e Salvador.” “É assim a geração dos que o procuram, e do Deus de Israel buscam a face.”

Evangelho (Lc 12,54-59)
— O Senhor esteja convosco.
— Ele está no meio de nós.
— Proclamação do Evangelho de Jesus Cristo + segundo Lucas.
— Glória a vós, Senhor.
Naquele tempo, 54Jesus dizia às multidões: “Quando vedes uma nuvem vinda do ocidente, logo dizeis que vem chuva. E assim acontece. 55Quando sentis soprar o vento do sul, logo dizeis que vai fazer calor. E assim acontece. 56Hipócritas! Vós sabeis interpretar o aspecto da terra e do céu. Como é que não sabeis interpretar o tempo presente? 57Por que não julgais por vós mesmos o que é justo?
58Quando, pois, tu vais com o teu adversário apresentar-te diante do magistrado, procura resolver o caso com ele enquanto estais a caminho. Senão ele te levará ao juiz, o juiz te entregará ao guarda, e o guarda te jogará na cadeia. 59Eu te digo: daí tu não sairás, enquanto não pagares o último centavo”.

— Palavra da Salvação.
— Glória a vós, Senhor.

Homilia
A Palavra de Deus, na Carta de São Paulo aos Efésios é, na verdade, uma injeção de ânimo em nós, para que tomemos ânimo na missão, na vocação e no dom que recebemos de Deus. Não dá para caminharmos como estamos fazendo, entregando-nos ao desânimo e perdendo a direção da estrada e da caminhada.
O próprio São Paulo nos apresenta os remédios para vivermos bem a nossa missão e nossa vocação. Primeiro: muita humildade e mansidão. Quando levamos a vida, simplesmente passando por tantas coisas, crescemos naquilo que fazemos, e muitas vezes ficamos aquelas pessoas orgulhosas, soberbas e perdemos o norte, a direção e, sobretudo, as nossas raízes. Quando perdemos a nossa raiz, e tornamo-nos aquela árvore grande demais, perdemos a humildade e a mansidão. Todas as relações humanas, a começar pela família, a casa, o trabalho, e onde quer que nós estejamos, seja na igreja, na paróquia, na comunidade, precisamos ser humildes naquilo que fazemos.
Nada de sentir-se superior ou mais importante. “Só o que eu faço tem valor!”. Quando nos colocamos nesta posição, as coisas se tornam complicadas, vão criando aqueles embaraços e as situações  tornam-se difíceis.
Do outro há a mansidão de coração, como ela é necessária em tudo o que nós fazemos! Não seja aquela pessoa impositiva, que fala alto, que sempre impõe a sua vontade, a sua opinião, só o que ela pensa é certo. Não queira que os outros pensem como você, não queira se impor nas redes sociais, porque ninguém suporta pessoas impositivas, que se acham melhores e mais sábias.
Seja manso! Mansidão é, justamente, isso. Eu falo o que penso, sou autêntico no que falo, mas não preciso impor nada a ninguém. Sei escutar o que é diferente, sei acolher o que o outro traz. Pode ser que você não concorde com nada que ele fale, mas só de acolhê-lo com humildade, já mostra o tamanho da mansidão do seu coração.
Vivemos tempos difíceis nas relações humanas, porque os seres humanos estão dialogando menos e se impondo cada vez mais. Isso gera atritos, violências verbais e orais, muitas vezes, agressões físicas que só corroem as relações no meio em que vivemos.
Por isso, a Palavra de Deus, hoje, quer nos injetar humildade, mansidão e, sobretudo, capacidade de suportarmos uns aos outros na paciência.
Paciência é realmente isso: é a capacidade de sabermos suportar os limites e os defeitos do outro, e até coisas desagradáveis na pessoa do outro, vamos saber enxergar de outra forma, se a caridade é o que move o nosso coração.
Assumamos com amor, com vigor, com disposição aquilo que recebemos de Deus, mas apliquemos com amor os remédios que a Palavra de Deus nos dá: humildade, paciência e mansidão.
Que isso seja sempre abundante em nossa vida. Se soubermos levar bem esses remédios, conseguiremos sobreviver a todas as tempestades que a vida nos leva a viver!
Deus abençoe você!
Liturgia da Palavra de hoje (21) Liturgia da Palavra de hoje (21) Reviewed by Ricardo Adriano on outubro 21, 2016 Rating: 5

Nenhum comentário

Teste Teste Teste Teste

Teste Teste Teste Teste Teste Teste Teste Teste Teste Teste Teste Teste Teste Teste Teste Teste Teste Teste Teste Teste Teste Teste Teste Teste Teste Teste Teste Teste Teste Teste