• Notícias de Última Hora

    domingo, 23 de outubro de 2016

    Liturgia da Palavra de hoje (23)

    Primeira Leitura (Eclo 35,15b-17.20-22a)


    Leitura do Livro do Eclesiástico:
    15b O Senhor é um juiz que não faz discriminação de pessoas. 16Ele não é parcial em prejuízo do pobre, mas escuta, sim, as súplicas dos oprimidos; 17jamais despreza a súplica do órfão, nem da viúva, quando desabafa suas mágoas.
    20 Quem serve a Deus como ele o quer, será bem acolhido e suas súplicas subirão até as nuvens. 21 A prece do humilde atravessa as nuvens: enquanto não chegar não terá repouso; e não descansará até que o Altíssimo intervenha, 22 faça justiça aos justos e execute o julgamento.

    - Palavra do Senhor.
    - Graças a Deus.

    Responsório (Sl 33)


    — O pobre clama a Deus e ele escuta:/ o Senhor liberta a vida dos seus servos.
    — O pobre clama a Deus e ele escuta:/ o Senhor liberta a vida dos seus servos.
    — Bendirei o Senhor Deus em todo o tempo,/ seu louvor estará sempre em minha boca./ Minha alma se gloria no Senhor;/ que ouçam os humildes e se alegrem!
    — Mas ele volta a sua face contra os maus,/ para da terra apagar sua lembrança./ Clamam os justos, e o Senhor bondoso escuta/ e de todas as angústias os liberta.
    — Do coração atribulado ele está perto/ e conforta os de espírito abatido./ Mas o Senhor liberta a vida dos seus servos,/ e castigado não será quem nele espera.

    Segunda Leitura  (2Tm 4,6-8.16-18)
    Leitura da Segunda Carta de São Paulo a Timóteo:
    Caríssimo: 6Quanto a mim, eu já estou para ser oferecido em sacrifício; aproxima-se o momento de minha partida. 7Combati o bom combate, completei a corrida, guardei a fé.
    8Agora está reservada para mim a coroa da justiça, que o Senhor, justo juiz, me dará naquele dia; e não somente a mim, mas também a todos que esperam com amor a sua manifestação gloriosa.
    16Na minha primeira defesa, ninguém me assistiu; todos me abandonaram. Oxalá que não lhes seja levado em conta.
    17Mas o Senhor esteve a meu lado e me deu forças; Ele fez com que a mensagem fosse anunciada por mim integralmente, e ouvida por todas as nações; e eu fui libertado da boca do leão.
    18O Senhor me libertará de todo mal e me salvará para o seu Reino celeste. A Ele a glória, pelos séculos dos séculos! Amém.

    - Palavra do Senhor.
    - Graças a Deus.

    Anúncio do Evangelho (Lc 18,9-14)


    — O Senhor esteja convosco.
    — Ele está no meio de nós.
    — PROCLAMAÇÃO do Evangelho de Jesus Cristo + segundo Lucas.
    — Glória a vós, Senhor.
    Naquele tempo, 9Jesus contou esta parábola para alguns que confiavam na sua própria justiça e desprezavam os outros: 10“Dois homens subiram ao Templo para rezar: um era fariseu, o outro cobrador de impostos.
    11O fariseu, de pé, rezava assim em seu íntimo: ‘Ó Deus, eu te agradeço porque não sou como os outros homens, ladrões, desonestos, adúlteros, nem como este cobrador de impostos. 12Eu jejuo duas vezes por semana, e dou o dízimo de toda a minha renda’.
    13O cobrador de impostos, porém, ficou a distância, e nem se atrevia a levantar os olhos para o céu; mas batia no peito, dizendo: ‘Meu Deus, tem piedade de mim que sou pecador!’
    14Eu vos digo: este último voltou para casa justificado, o outro não. Pois quem se eleva será humilhado, e quem se humilha será elevado”.
    — Palavra da Salvação.
    — Glória a vós, Senhor.

    Homilia
    A verdade, meus irmãos, é que confiamos muito em nós, confiamos na nossa justiça, naquilo que fazemos, nos nossos dons e talentos. É como dizem por aí: “Eu me garanto!”.
    Quem de nós se garante? Quem de nós pode dizer que dá conta disso e daquilo? Quem de nós pode dizer que estará vivo amanhã ou depois? Quem de nós, por mais que tenha vantagem, por mais que tenha isso ou aquilo, pode garantir que nessa vida conseguirá tudo?
    Está aí uma terrível tentação: a soberba, a vaidade e a tentação de confiar nas próprias forças. Isso acontece, inclusive, no mundo espiritual, na nossa relação com Deus, na nossa maneira de orarmos e de demonstrarmos a nossa fé.
    Muitas vezes, tornamo-nos pessoas soberbas e orgulhosas até na oração que fazemos. Sentimo-nos melhores, mais santos, mais virtuosos, mais amigos de Deus e mais próximos d’Ele. Sentimo-nos donos da Palavra de Deus. Por isso, Jesus de forma muito categórica, mostra-nos qual é o coração que agrada a Deus.
    O fariseu e o publicano subiram ao templo para rezar. Veja: o fariseu logo mostra a sua postura de soberba, se compara ao outro, dizendo: “Não, eu não faço como ele! Eu pratico a minha justiça, dou a minha esmola, faço o meu jejum, reconhecendo as minhas vaidades humanas!”.
    Tudo o que fazemos de bom, tudo o que realizamos em matéria de fé, não é para nos tornarmos melhores que os outros, vai nos lembrar Jesus que não fazemos mais do que nossa obrigação.
    Do outro lado, está o publicano tido e reconhecido como pecador. Ele se aproxima de Deus com contrição, com humildade, humilhando-se por causa de seus pecados, reconhecendo a miséria de homem que é, confessando a Deus ser um grande pecador.
    Qual dos dois saiu mais justificado? Aquele que se humilhou diante da presença de Deus! A verdade é que quem se humilha, será exaltado, mas quem se exalta é humilhado, porque não chega a lugar nenhum, principalmente no coração de Deus. Em outras palavras: nada mais é agradável a Deus do que a humildade de coração!
    A soberba vai nos rodeando de um lado e de outro, tentando nos fazer autossuficientes, incapazes e melhores que as outras pessoas.
    A primeira coisa: nunca se sinta melhor do que ninguém, nunca se coloque na postura de que você conseguiu isso mais do que alguém. O que você conseguiu hoje, pode ser que amanhã não tenha mais. O que você conta hoje como vantagem, amanhã poderá ser desvantagem. Aquilo que você admira hoje, as coisas que você tem, os seus talentos, você não sabe nem como estará amanhã.
    Por isso, precisamos viver cada dia com simplicidade e humildade, louvando, agradecendo, reconhecendo e entregando tudo a Deus. Reconhecer os nossos pecados é o remédio e o segredo para caminharmos nas trilhas do Senhor, em direção aos céus!
    Deus abençoe você!
    Pe. Roger Araújo

    Nenhum comentário :

    Twitter

    -->

    Culture