• Notícias de Última Hora

    sexta-feira, 21 de outubro de 2016

    MPF denuncia 21 por homicídio qualificado em Mariana (MG)

    O Ministério Público Federal (MPF) denunciou à Justiça 21 integrantes da cúpula da Samarco e conselheiros da empresa indicados pelas duas controladoras da mineradora, Vale e BHP Billiton, por homicídio qualificado com dolo eventual – quando se assume o risco de matar – pela morte das 19 vítimas da queda da barragem de Fundão, em Mariana, desastre ambiental que completa um ano no dia 5.
    Entre os conselheiros denunciados estão seis estrangeiros. Caso a denúncia seja aceita, os acusados serão submetidos a júri popular. Samarco, Vale e BHP foram denunciadas por crime ambiental. Entre os denunciados estão o diretor-presidente da Samarco à época, Ricardo Vescovi; o diretor de Operações e Infraestrutura, Kleber Luiz de Mendonça Terra; e o gerente-geral de Projetos Estruturantes, Germano Silva Lopes, que já foram denunciados pela Polícia Federal. 
    Os estrangeiros são Stephen Michael Potter, britânico; James John Wilson, sul-africano; Antonino Ottaviano, australiano; Margaret MC Mahon Beck e Marcus Philip Randolph, ambos americanos; e Jeffery Mark Zweig, francês. Todos têm endereço no Brasil, segundo o MPF. 
    O Tribunal de Justiça de Minas Gerais (TJ-MG) disse que não há empecilho para que estrangeiros sejam submetidos a júri popular. No caso de países em que há tratados de extradição, o julgamento ocorre aqui e a pena é cumprida na nação de origem. 
    O Estadão

    Nenhum comentário :

    Twitter

    -->

    Culture