• Notícias de Última Hora

    quarta-feira, 30 de novembro de 2016

    Multas ficam mais caras em novembro; a de celular vai a R$ 293

    O Código de Trânsito Brasileiro (CTB) sofreu alterações e a partir deste mês de novembro todas as multas ficarão no mínimo 53% mais caras, de acordo com determinação Senado Federal.
    Algumas estão mais de 300% mais salgadas e os novos valores passam a valer para infrações cometidas na terça-feira (1º): utilizar o celular ao volante, que até então rendia multa de R$ 85,13 e quatro pontos na CNH, passa a dar multa de R$ 293,47, além de se tornar infração gravíssima e render sete pontos.
    Vale lembrar que nesta terça o Denatran lança um aplicativo (conforme UOL Carros já mostrou) que dá 40% de desconto para quem faz o pagamento online.
    A multa de velocidade (até 20% acima do permitido) sairá de R$ 85,13 e saltará para R$ 130,16. Em casos de registros de 20% a 50% acima da velocidade, o valor salta de R$ 127,69 para R$ 195,23.
    Quem for flagrado por radares em velocidade 50% maior do que o previsto seguirá cometendo infração gravíssima e levando sete pontos na carteira (que, multiplicados por três, resulta em apreensão da CNH e suspensão do direito de dirigir), mas o valor da multa pulará de R$ 574,62 para R$ 880,41.
    Veja na tabelinha um resumo divulgado nesta quinta-feira (20) pelo Senado que mostra os valores atualizados das infrações mais comuns (celular, velocidade, sinal vermelho e estacionamento em vagas prioritárias).
    Estes são os novos valores:
    + Leve (3 pontos): de R$ 53,20 para R$ 88,38
    + Média (4 pontos): de R$ 85,13 para R$ 130,16
    + Grave (5 pontos): de R$ 127,69 para R$ 195,23
    + Gravíssima (7 pontos): de R$ 191,54 para R$ 293,47
    + Gravíssima x3 (21 pontos): de R$ 574,62 para R$ 880,41
    + Gravíssima x5 (35 pontos): de R$ 957,70 para R$ 1.467,35
    + Gravíssima x 10 (70 pontos): de R$ 1.915,40 para R$ 2.934,70

    Para consultar o Código de Trânsito Brasileiro, clique aqui.

    Nenhum comentário :

    Twitter

    -->

    Culture