“Somos todos pecadores”, diz Papa Francisco em missa com presos

Papa Francisco recebe detentos durante celebração do Jubileu dos Reclusos, no Vaticano (Tony Gentile/Reuters)
O papa Francisco realizou neste domingo a Missa do Jubileu dos Reclusos, com presos e antigos detidos de 12 países, na Basílica de São Pedro, dizendo-lhes que todas as pessoas “cometeram erros” e exortando-os a nunca desistir da esperança na misericórdia de Deus.
Mais tarde, o papa exortou os líderes políticos de todo o mundo a respeitarem os presos e oferecer-lhes anistia sempre que possível.
Francisco falou para uma congregação de cerca de 1.000 prisioneiros de 12 países e suas famílias, bem como capelães de prisão e voluntários. O evento faz parte do Ano da Misericórdia do Vaticano, que chega ao fim no final deste mês.
“Hoje celebramos o Jubileu da Misericórdia por vós e com vós, nossos irmãos e irmãs que estão aprisionados”, disse o papa. Ele disse também que quem viola a lei tem que pagar o preço, mas que “a esperança nunca deve acabar”.
“Às vezes, uma certa hipocrisia leva as pessoas a considerá-lo apenas como malfeitores, para quem a prisão é a única resposta”, disse Francisco. “Não pensam na possibilidade de que as pessoas podem mudar suas vidas. Mas, desta maneira, esquecemos que somos todos pecadores e muitas vezes, sem estar conscientes disso, nós também somos prisioneiros”, acrescentou.
(com Estadão Conteúdo)
“Somos todos pecadores”, diz Papa Francisco em missa com presos “Somos todos pecadores”, diz Papa Francisco em missa com presos Reviewed by Ricardo Adriano on novembro 07, 2016 Rating: 5

Nenhum comentário

Teste Teste Teste Teste

Teste Teste Teste Teste Teste Teste Teste Teste Teste Teste Teste Teste Teste Teste Teste Teste Teste Teste Teste Teste Teste Teste Teste Teste Teste Teste Teste Teste Teste Teste