• Notícias de Última Hora

    sexta-feira, 9 de dezembro de 2016

    Jogo de chantagens - Renan desiste de votar projeto de lei sobre abuso de autoridade

    O presidente do Senado, Renan Calheiros, durante Sessão no Senado, na manhã desta quarta (8)
    Depois de protagonizar um dos maiores embates entre Poderes dos últimos tempos, o presidente do Senado, Renan Calheiros (PMDB-AL), baixou o tom nesta quinta (8), voltou a falar em cumprimento de decisões judiciais e desistiu de uma das votações pelas quais mais trabalhou nas últimas semanas: a proposta que endurece a punição para abuso de autoridade.

    Autor do texto, o senador foi aconselhado por um de seus aliados mais próximos e antigos, o ex-presidente José Sarney (PMDB), a abandonar a ideia de levar o texto para apreciação em plenário com tanta pressa.

    Entre o afastamento do cargo por liminar do ministro do Supremo Tribunal Federal Marco Aurélio Mello, na segunda-feira (5), e a deliberação do pleito de mantê-lo no comando do Senado, na quarta, Renan e Sarney conversaram por horas.

    Publicidade
    O conselho principal foi deixar "morrer" o alvoroço causado pelas tentativas de votar o abuso de autoridade.

    A proposta está na pauta em regime de urgência. Deve permanecer na lista de proposições prontas para votação, mas não passará desse ponto. A avaliação em geral é que Renan "esticou a corda" e ficou "em um cabo de guerra" com o Judiciário ao bancar a proposta de abuso de autoridade.

    Nenhum comentário :

    Twitter

    -->

    Culture