Justiça do Trabalho suspende obras na Transposição do São Francisco

Fiscalização do MPT no Túnel Monteiro
A Justiça do Trabalho determinou, nesta quarta-feira (21), a suspensão de atividades na Transposição do Rio São Francisco. Com a medida, as ações no Túnel Monteiro e o transporte de trabalhadores a cargo da RR Transportes Ltda (Águia Turismo) devem ser interrompidas.

A decisão, em caráter de liminar, atende a pedido um do Ministério Público do Trabalho (MPT) em ação pública movida na segunda-feira (19). Com a medida, os gestores da obra estão obrigados a suspender a utilização de todos os veículos usados atualmente para transporte de trabalhadores e substituir por outros com condições adequadas.

Já para suspender as atividades no Túnel Monteiro, o juiz Antonio Augusto Serra Seca Neto considerou o grave e iminente risco de acidente de trabalho a que estão submetidos os trabalhadores. Ambas as obrigações devem ser cumpridas, sob pena de multa de R$ 100 mil por descumprimento, reversível ao Fundo de Amparo ao Trabalhador.

São réus na ação os Consórcios Bacia do São Francisco e São Francisco Leste, e a S.A. Paulista de Construções e Comércio, a FBS Construção Civil e Pavimentação Ltda. e Somague Engenharia S.A do Brasil.

O pedido à Justiça do Trabalho aconteceu após uma força-tarefa do MPT - realizada entre 12 e 16 de dezembro - constatar irregularidades em obras da Transposição e no transporte dos trabalhadores. Segundo o Ministério Público, a maioria dos ônibus usados no transporte teriam problemas como ausência de cintos de segurança; extintores de incêndio vencidos e pneus 'carecas'. 

Já no Túnel do Monteiro, localizado na divisa entre Pernambuco e Paraíba, foram encontrados empregados em situação 'extremamente indigna'. Cerca de 20 empregados, que faziam o jateamento de concreto, limpeza e construção de piso, foram encontrados em ambiente com calor excessivo e inexistência de ventilação adequada.

Transposição

A integração do São Francisco abrange a construção de nove estações de bombeamento, 27 reservatórios, quatro túneis, 13 aquedutos, nove subestações de 230 kV e 270 quilômetros de linhas de transmissão em alta tensão. Segundo o Ministério da Integração Nacional, o contrato inicial com o Consórcio Bacia do São Francisco é de R$ 705.199.999,81. No eixo norte, são 260 quilômetros de canal, dos quais 90,7% já foram executados. Já no leste, 217, sendo 88,7% prontos. A transposição abrange 390 municípios, nos estados de Pernambuco, Paraíba, Rio Grande do Norte e Ceará.


Justiça do Trabalho suspende obras na Transposição do São Francisco Justiça do Trabalho suspende obras na Transposição do São Francisco Reviewed by Ricardo Adriano on dezembro 22, 2016 Rating: 5

Nenhum comentário

Teste Teste Teste Teste

Teste Teste Teste Teste Teste Teste Teste Teste Teste Teste Teste Teste Teste Teste Teste Teste Teste Teste Teste Teste Teste Teste Teste Teste Teste Teste Teste Teste Teste Teste