• Notícias de Última Hora

    quinta-feira, 15 de dezembro de 2016

    Liturgia da Palavra de hoje (15)

    Primeira Leitura (Is 54, 1-10)
    Leitura da Livro do Profeta Isaías.
    1Alegra-te, ó estéril, que nunca foste mãe, exulta e regozija-te, tu que nunca deste à luz; os filhos da mulher abandonada são mais numerosos do que os filhos da bem-casada, diz o Senhor. 2Alarga o espaço de tua tenda e distende bastante as peles das tuas barracas; usa cordas bem longas e finca as estacas com segurança. 3Farás expansão para um lado e para o outro e tua posteridade receberá em herança as nações que povoarão cidades abandonadas. 4Não tenhas medo, pois não sofreras afronta alguma; nem te perturbes, pois não tens de que te envergonhar; esquecerás a vergonha sofrida na juventude e não te recordarás mais da humilhação da viuvez. 5Teu esposo é aquele que te criou, seu nome é Senhor dos exércitos; teu redentor, o Santo de Israel, chama-se Deus de toda a terra. 6O Senhor te chamou, como a mulher abandonada e de alma aflita; como esposa repudiada na mocidade, falou o teu Deus. 7Por um breve instante eu te abandonei, mas com imensa compaixão volta a acolher-te. 8Num momento de indignação, por um pouco ocultei de ti minha face, mas com misericórdia eterna compadeci-me de ti, diz teu Salvador, o Senhor. 9Como fiz nos dias de Noé, a quem jurei nunca mais inundar a terra, assim juro que não me irritarei contra ti nem te farei ameaças. 10Podem os montes recuar e as colinas abalar-se, mas minha misericórdia não se apartará de ti, nada fará mudar a aliança de minha paz, diz o teu misericordioso Senhor.

    - Palavra do Senhor.
    - Graças a Deus.

    Responsório (Sl 29)
    — Eu vos exalto, ó Senhor, porque vós me livrastes!
    — Eu vos exalto, ó Senhor, porque vós me livrastes!
    — Eu vos exalto, ó Senhor, pois me livrastes, e não deixastes rir de mim meus inimigos! Vós tirastes minha alma dos abismos e me salvastes, quando estava já morrendo!
    — Cantai salmos ao Senhor, povo fiel, dai-lhe graças e invocai seu santo nome! Pois sua ira dura apenas um momento, mas sua bondade permanece a vida inteira; se à tarde vem o pranto visitar-nos, de manhã vem saudar-nos a alegria.
    – Escutai-me, Senhor Deus, tende piedade! Sede, Senhor, o meu abrigo protetor! Transformastes o meu pranto em uma festa, Senhor meu Deus, eternamente hei de louvar-vos!

    Evangelho (Lc 7,24-30)
    — O Senhor esteja convosco.
    — Ele está no meio de nós.
    — Proclamação do Evangelho de Jesus Cristo + segundo Lucas.
    — Glória a vós, Senhor.

    24Depois que os mensageiros de João partiram, Jesus começou a falar sobre João às multidões: “Que fostes ver no deserto? Um caniço agitado pelo vento? 25Que fostes ver? Um homem vestido de roupas finas? Ora, os que se vestem com roupas preciosas e vivem no luxo estão nos palácios dos reis. 26Então, que fostes ver? Um profeta? Eu vos afirmo que sim, e alguém que é mais do que um profeta. 27É de João que está escrito: ‘Eis que eu envio o meu mensageiro à tua frente; ele vai preparar o meu caminho diante de ti’. 28Eu vos digo: entre os nascidos de mulher, ninguém é maior do que João. No entanto, o menor no Reino de Deus é maior do que ele. 29Todo o povo ouviu e até mesmo os cobradores de impostos reconheceram a justiça de Deus, e receberam o batismo de João. 30Mas os fariseus e os mestres da Lei, rejeitando o batismo de João, tornaram inútil para si mesmos o projeto de Deus”.

    — Palavra da Salvação.
    — Glória a vós, Senhor.

    Homilia
    É uma graça aquilo que a Liturgia do Tempo do Advento nos dá, que é refletir sobre a figura, a pessoa de João Batista.
    João foi um homem de Deus, humilde, modesto e penitente; um homem totalmente voltado para a causa do Senhor e para preparar Seus caminhos. Por isso, ele assume um papel fundamental na compreensão do mistério da vinda de Cristo, o Messias.
    É muito interessante que João não chama a atenção para si, mas para Cristo, mostrando que Ele é o Salvador, o caminho, a luz que vem para o mundo.
    Temos de ter muito cuidado, temos de ser seta, sinal que aponta às pessoas o caminho da salvação, que é Jesus. Mas não podemos querer que as pessoas parem em nós. Eu não posso querer que as pessoas parem em mim, que se prendam a mim, que sigam o caminho de Deus por causa de mim e tenham em mim o ponto de parada ou chegada. Assim, vale também para o cantor, para o padre que é o pastor, que é líder. Não podemos parar nas pessoas, pois elas precisam ser para nós um sinal.
    É verdade que existem os maus e bons sinais ao longo do caminho, e precisamos seguir os bons sinais. Mais do que segui-los, precisamos ser um bom sinal na estrada, temos que sinalizar para as pessoas por onde elas devem ir, e que, de fato, não devemos parar, estacionar ao longo do caminho.
    Devemos levar as pessoas até Jesus, para que O conheçam, para que se entreguem a Ele, a fim de que façam o que João fez: transformou Jesus na luz da sua vida.
    João era uma voz, mas não era a Palavra. João era a voz por onde a Palavra de Deus chegava até as pessoas. Temos o canal vocal de onde nossa voz sai, mas a palavra não deve ser nossa, e sim de Deus! Devemos ser, realmente, para os outros um canal que comunica a Palavra de Deus, para que ela chegue aos corações.
    Às vezes, preocupamo-nos muito com a nossa opinião, com nossa palavra e vontade. Aquele que se põe como instrumento de Deus faz-se voz d’Ele para que Sua Palavra chegue ao coração das pessoas.
    João se fez humilde, dilatou seu coração, foi um homem penitente para que as pessoas não parecem nele, mas para que chegassem até Deus.
    Quando nos fazemos menor, quando a humildade toma conta do nosso coração, as pessoas não param em nós, mas olham para nós e chegam até Deus por nosso intermédio.
    Que sejamos para o mundo sinais vivos de que Deus está no meio de nós!
    Deus abençoe você!

    Nenhum comentário :

    Twitter

    -->

    Culture