Liturgia da Palavra de hoje (22)

Primeira Leitura (1Sm 1,24-28)
Leitura do Primeiro Livro de Samuel.
Naqueles dias, 24Ana, logo que o desmamou, levou consigo Samuel à casa do Senhor em Silo, e mais um novilho de três anos, três arrobas de farinha e um odre de vinho. O menino, porém, era ainda uma criança. 25Depois de sacrificarem o novilho, apresentaram o menino a Eli. 26E Ana disse-lhe: “Ouve, meu Senhor, por tua vida, eu sou a mulher que esteve aqui orando ao Senhor, na tua presença. 27Eis o menino por quem eu pedi, e o Senhor ouviu a minha súplica. 28Portanto, eu também o ofereço ao Senhor, a fim de que só a ele sirva em todos os dias de sua vida”. E adoraram o Senhor.

- Palavra do Senhor.
- Graças a Deus.

Responsório (1Sm 2,1-8)
— Meu coração exultou no meu Senhor, Salvador.
— Meu coração exultou no meu Senhor, Salvador.
— Exulta no Senhor meu coração, e se eleva a minha fronte no meu Deus; Minha boca desafia os meus rivais porque me alegro com a vossa salvação!
— O arco dos fortes foi dobrado, foi quebrado, mas os fracos se vestiram de vigor. Os saciados se empregaram por um pão, mas os pobres e os famintos se fartaram. Muitas vezes deu à luz a que era estéril, mas a mãe de muitos filhos definhou.
— É o Senhor quem dá a morte e dá a vida, faz descer à sepultura e faz voltar; é o Senhor quem faz o pobre e faz o rico, é o Senhor quem nos humilha e nos exalta.
— O Senhor ergue do pó o homem fraco, e do lixo ele retira o indigente, para fazê-los assentar-se com os nobres num lugar de muita honra e distinção.

Evangelho (Lc 1,46-56)
— O Senhor esteja convosco.
— Ele está no meio de nós.
— Proclamação do Evangelho de Jesus Cristo + segundo Lucas.
— Glória a vós, Senhor.

Naquele tempo, 46Maria disse: “A minha alma engrandece o Senhor, 47e o meu espírito se alegra em Deus, meu Salvador, 48porque olhou para a humildade de sua serva. Doravante todas as gerações me chamarão bem-aventurada, 49porque o Todo-poderoso fez grandes coisas em meu favor. O seu nome é santo, 50e sua misericórdia se estende, de geração em geração, a todos os que o temem.
51Ele mostrou a força de seu braço: dispersou os soberbos de coração. 52Derrubou do trono os poderosos e elevou os humildes. 53Encheu de bens os famintos, e despediu os ricos de mãos vazias. 54Socorreu Israel, seu servo, lembrando-se de sua misericórdia, 55conforme prometera aos nossos pais, em favor de Abraão e de sua descendência, para sempre”. 56Maria ficou três meses com Isabel; depois voltou para casa.

— Palavra da Salvação.
— Glória a vós, Senhor.

Homilia
Maria está cantando, está exultando por tudo aquilo que o Senhor realiza em sua vida. Ela não está se autoengrandecendo, não está louvando a si mesma, não está olhando como se fosse mérito e grandeza dela. É o contrário, ela está reconhecendo como Nosso Deus é grande, como Ele é poderoso, bondoso, como realiza Suas promessas e cumpre Seus desígnios, como intervém em favor da nossa salvação.
Meus irmãos, precisamos saber cantar para Deus, precisamos entoar hinos de louvor para exaltar Sua grandeza. Por isso, prepararmo-nos para o Natal é fazermos do cântico de Maria o cântico de cada um de nós, é reconhecer que Deus intervém em nosso favor, que Sua grandeza se manifesta em toda criação, sobretudo essa criação maravilhosa, que é a humanidade.
Deus recria a humanidade nesse ventre fecundo, que é a Virgem Maria. Ali está um novo solo, um novo paraíso. Louvado seja, Senhor Nosso Deus, exaltado seja meu Pai amado, porque o Senhor é prodigioso, é poderoso e veio nos salvar, socorrer-nos e libertar, porque teve misericórdia e piedade de nós.
Como queremos cantar e exaltar a grandeza de Deus! Queremos soltar hinos de louvores para dizer que Nosso Deus é grandioso, poderoso e realiza maravilhas na vida dos Seus servos, na vida daqueles que se colocam a Seu serviço, a Sua disposição, e não tiram d’Ele o olhar; daqueles que acreditam na Palavra do Senhor e fazem dela o refúgio da sua vida.
O nosso Deus é aquele que derruba os soberbos dos seus tronos e exalta os humildes. Como é importante tomarmos posse disso! Toda grandeza, todo orgulho, toda pessoa soberba, vaidosa e avarenta cai por terra. Não derrubamos ninguém, mas também caímos, tropeçamos quando deixamos o orgulho tomar conta do nosso coração. Nós podemos ter certeza que a queda é certa.
O humilde não tem como cair, porque já está na terra; o humilde é aquele que só tem Deus como seu refúgio e socorro. O humilde não se deixa levar por qualquer coisa, não faz de si mesmo objeto de glórias, títulos e reconhecimentos. Humilde é aquele que não se enche de si, mas sim de Deus.
Quando o Senhor é a melhor graça da nossa alma e do nosso coração, este exulta no Senhor. Mas quando a soberba, o orgulho e o egoísmo tomam conta do nosso coração, ofendemo-nos por qualquer coisa, machucamo-nos por qualquer realidade, ficamos tristes, depressivos, deprimidos e para baixo quando somos contrariados. O humilde vive na contrariedade, e a sua alegria é fazer a vontade de Deus.
Quando a soberba toma conta de nós, nossa alma se engrandece daquilo que não traz engrandecimento verdadeiro. Deixamo-nos levar por maldades, por coisas menores e ridículas desse mundo.
Maria, aquela alma vazia de si e toda cheia de Deus, engrandeceu o nome do Senhor, porque Ele foi grande na sua vida e realizou maravilhas! Deus quer realizar e realiza maravilhas na nossa vida, desde que não façamos do orgulho e da soberba o baluarte, mas tenhamos na humildade o fio condutor da nossa vida. Bendito seja o Nosso Deus!
Deus abençoe você!
Liturgia da Palavra de hoje (22) Liturgia da Palavra de hoje (22) Reviewed by Ricardo Adriano on dezembro 22, 2016 Rating: 5

Nenhum comentário

Teste Teste Teste Teste

Teste Teste Teste Teste Teste Teste Teste Teste Teste Teste Teste Teste Teste Teste Teste Teste Teste Teste Teste Teste Teste Teste Teste Teste Teste Teste Teste Teste Teste Teste