• Notícias de Última Hora

    sexta-feira, 23 de dezembro de 2016

    Liturgia da Palavra de Hoje (23)

    Primeira Leitura (Ml 3,1-4.23-24


    Leitura da Profecia de Malaquias.
    Assim fala o Senhor Deus: 1“Eis que envio o meu anjo, e ele há de preparar o caminho para mim; logo chegará ao seu templo o Dominador, que tentais encontrar, e o anjo da aliança, que desejais.
    Ei-lo que vem, diz o Senhor dos exércitos; 2e quem poderá fazer-lhe frente, no dia de sua chegada? E quem poderá resistir-lhe, quando ele aparecer? Ele é como o fogo da forja e como a barrela dos lavadeiros; 3e estará a postos, como para fazer derreter e purificar a prata: assim ele purificará os filhos de Levi e os refinará como ouro e como prata, e eles poderão assim fazer oferendas justas ao Senhor.
    4Será então aceitável ao Senhor a oblação de Judá e de Jerusalém, como nos primeiros tempos e nos anos antigos. 23Eis que eu vos enviarei o profeta Elias, antes que venha o dia do Senhor, dia grande e terrível; 24o coração dos pais há de voltar-se para os filhos, e o coração dos filhos para seus pais, para que eu não intervenha, ferindo de maldição a vossa terra”.

    - Palavra do Senhor.
    - Graças a Deus.

    Responsório (Sl 24)

    — Levantai vossa cabeça e olhai, pois a vossa redenção se aproxima!
    — Levantai vossa cabeça e olhai, pois a vossa redenção se aproxima!
    — Mostrai-me, ó Senhor, vossos caminhos e fazei-me conhecer a vossa estrada! Vossa verdade me oriente e me conduza, porque sois o Deus da minha salvação!
    — O Senhor é piedade e retidão, e reconduz ao bom caminho os pecadores. Ele dirige os humildes na justiça, e aos pobres ele ensina o seu caminho.
    — Verdade e amor são os caminhos do Senhor para quem guarda sua Aliança e seus preceitos. O Senhor se torna íntimo aos que o temem e lhes dá a conhecer sua Aliança.

    Evangelho (Lc 1,57-66)
    — O Senhor esteja convosco.
    — Ele está no meio de nós.
    — Proclamação do Evangelho de Jesus Cristo + segundo Lucas.
    — Glória a vós, Senhor.

    57Completou-se o tempo da gravidez de Isabel, e ela deu à luz um filho. 58Os vizinhos e parentes ouviram dizer como o Senhor tinha sido misericordioso para com Isabel, e alegraram-se com ela. 59No oitavo dia foram circuncidar o menino, e queriam dar-lhe o nome de seu pai, Zacarias. 60A mãe porém disse: “Não! Ele vai chamar-se João”. 61Os outros disseram: “Não existe nenhum parente teu com esse nome!” 62Então fizeram sinais ao pai, perguntando como ele queria que o menino se chamasse.
    63Zacarias pediu uma tabuinha, e escreveu: “João é o seu nome”. 64No mesmo instante, a boca de Zacarias se abriu, sua língua se soltou, e ele começou a louvar a Deus. 65Todos os vizinhos ficaram com medo, e a notícia espalhou-se por toda a região montanhosa da Judeia. 66E todos os que ouviam a notícia, ficavam pensando: “O que virá a ser este menino?” De fato, a mão do Senhor estava com ele.

    — Palavra da Salvação.

    — Glória a vós, Senhor.

    Homilia

    Estamos a dois dias de celebrarmos o Natal de Nosso Senhor e Salvador Jesus Cristo. A liturgia, no dia de hoje, aponta-nos o nascimento de João Batista, aquele que será o precursor de Jesus. É João Batista quem vai preparar os caminhos do Senhor. Por isso, a narrativa bíblica faz questão de nos mostrar o nascimento dele.
    Estamos acompanhando esse menino, desde o momento em que ele foi anunciado pelo arcanjo Gabriel ao seu pai Zacarias, porque ele tem uma importância fundamental nos caminhos de Deus. Ele será um instrumento da graça de Deus, para que o próprio amor do Senhor chegue aos corações.
    Quando queremos ser usados por Deus e queremos que os nossos também sejam instrumentos nas mãos d’Ele, é importante que toda a vida já esteja envolvida nesse processo. Não passamos a ser instrumento de Deus somente quando vivemos a conversão na vida. Esse momento é importante, mas precisa abraçar até a nossa vida passada.
    Se pudermos, entreguemos, consagremos nossas crianças desde que estão sendo concebidas, para que sejam realmente de Deus. Não fiquemos pensando que consagrar e entregar a Deus quer dizer que o filho terá de ser freira ou padre. Que cada um de nós, onde quer que estejamos, com o que estejamos fazendo nessa vida, sejamos instrumentos nas mãos do Senhor. É uma graça fundamental que todos nós precisamos ter na nossa vida!
    A mão do Senhor estava com João desde o momento de sua concepção. Quando esse menino nasceu, quando cresceu, a mão do Senhor o conduzia. A mão do Senhor quer também estar sobre nós, sobre nossos filhos, sobre nossas crianças! Por isso, é fundamental, desde o momento da concepção, que rezemos por elas. Estou falando diretamente para quem é pai e mãe, para que coloquem sua mão abençoada sobre seu ventre, ore pela sua criança, peça a bênção, peça a graça, a cura e a libertação.
    Pessoalmente, oro demais pelas mães grávidas, por aquelas que querem engravidar, oro para que cada dia da gravidez seja vivido realmente com a intensidade de amor, de oração e entrega. Depois que a criança nasce, como é importante orar por ela a cada dia! Como é importante que o pai e a mãe deem a bênção a essa criança! Isso é um gesto sacramental e não pode ser feito de qualquer jeito.
    Primeiro, existem pais que não ensinam os filhos nem a pedirem a bênção; às vezes, quando elas pedem, os pais não abençoam no sentido literal da palavra, ou seja, com amor, ternura e devoção.
    Oremos por nossas crianças! Você, que é pai e mãe, têm uma graça única. A oração do padre é boa e maravilhosa, mas a oração da graça procede da mão do papai e da mamãe. Oremos por nossas crianças, para que elas cresçam na bênção e na proteção do Senhor!

    Deus abençoe você!

    Nenhum comentário :

    Twitter

    -->

    Culture