Liturgia da Palavra de hoje (29)

Primeira Leitura (1Jo 2,3-11)
Leitura da Primeira Carta de São João.
Caríssimos, 3para saber que conhecemos Jesus, vejamos se guardamos os seus mandamentos. 4Quem diz: “Eu conheço a Deus”, mas não guarda os seus mandamentos, é mentiroso, e a verdade não está nele. 5Naquele, porém, que guarda a sua palavra, o amor de Deus é plenamente realizado. O critério para sabermos se estamos com Jesus é este: 6quem diz que permanece nele, deve também proceder como ele procedeu.
7Caríssimos, não vos comunico um mandamento novo, mas um mandamento antigo, que recebestes desde o início; este mandamento antigo é a palavra que ouvistes. 8No entanto, o que vos escrevo é um mandamento novo – que é verdadeiro nele e em vós – pois que as trevas passam e já brilha a luz verdadeira. 9Aquele que diz estar na luz, mas odeia o seu irmão, ainda está nas trevas. 10O que ama o seu irmão permanece na luz e não corre perigo de tropeçar. 11Mas o que odeia o seu irmão está nas trevas, caminha nas trevas, e não sabe aonde vai, porque as trevas ofuscaram os seus olhos.

- Palavra do Senhor.
- Graças a Deus.

Responsório (Sl 95)
— O céu se rejubile e exulte a terra!
— O céu se rejubile e exulte a terra!
— Cantai ao Senhor Deus um canto novo, cantai ao Senhor Deus, ó terra inteira! Cantai e bendizei seu santo nome!
— Dia após dia anunciai sua salvação, manifestai a sua glória entre as nações, e entre os povos do universo seus prodígios!
— Foi o Senhor e nosso Deus quem fez os céus: diante dele vão a glória e a majestade, e o seu templo, que beleza e esplendor!

Evangelho (Lc 2,22-35)
— O Senhor esteja convosco.
— Ele está no meio de nós.
— Proclamação do Evangelho de Jesus Cristo + segundo Lucas.
— Glória a vós, Senhor.
22Quando se completaram os dias para a purificação da mãe e do filho, conforme a Lei de Moisés, Maria e José levaram Jesus a Jerusalém, a fim de apresentá-lo ao Senhor. 23Conforme está escrito na Lei do Senhor: “Todo primogênito do sexo masculino deve ser consagrado ao Senhor”. 24Foram também oferecer o sacrifício – um par de rolas ou dois pombinhos – como está ordenado na Lei do Senhor. 25Em Jerusalém, havia um homem chamado Simeão, o qual era justo e piedoso, 26e esperava a consolação do povo de Israel. O Espírito Santo estava com ele e lhe havia anunciado que não morreria antes de ver o Messias que vem do Senhor.
27Movido pelo Espírito, Simeão veio ao Templo. Quando os pais trouxeram o menino Jesus para cumprir o que a Lei ordenava, 28Simeão tomou o menino nos braços e bendisse a Deus: 29 “Agora, Senhor, conforme a tua promessa, podes deixar teu servo partir em paz; 30porque meus olhos viram a tua salvação, 31que preparaste diante de todos os povos: 32luz para iluminar as nações e glória do teu povo Israel”.
33O pai e a mãe de Jesus estavam admirados com o que diziam a respeito dele. 34Simeão os abençoou e disse a Maria, a mãe de Jesus: “Este menino vai ser causa tanto de queda como de reerguimento para muitos em Israel. Ele será um sinal de contradição. 35Assim serão revelados os pensamentos de muitos corações. Quanto a ti uma espada te transpassará a alma”.

— Palavra da Salvação.
— Glória a vós, Senhor.

Homilia
Estamos nas Oitavas de Natal, celebrando o nascimento de Cristo na nossa vida. Não podemos fazer dos acontecimentos natalinos, acontecimentos de uma vida passada; precisamos fazer com que o Natal seja cada vez mais vivido dentro de nós.
Quando olhamos para o nascimento de Jesus e O contemplamos e celebramos como nosso Salvador, vamos percebendo de que forma Ele nasce e nos liberta. A primeira coisa é saber que Ele nos liberta da mentira, porque não é só contá-la, mas viver uma vida de mentiras, uma vida que não corresponde à realidade daquilo que cremos, daquilo que falamos ou professamos. Chamamos isso de hipocrisia ou de uma vida mentirosa.
Deus não quer que tenhamos uma vida hipócrita, não quer que a nossa vida seja uma farsa. Se eu perguntar: “Você conhece Deus?” Todos nós diremos: “Sim, eu conheço Deus! Eu sirvo a Deus! Eu sou de Deus!”.
A primeira coisa: quem conhece Deus e O ama guarda Seus mandamentos; e os mandamentos da Lei de Deus são equilíbrio, graça e bênção para a nossa vida, são libertação para todos nós! Por isso precisamos guardar os mandamentos do Senhor e fazer com que eles sejam o fio condutor de toda a nossa vida aqui na Terra.
É importante olharmos para a nossa vida e vermos como o amor de Deus está sendo vivido dentro de nós. É bom sentir-se amado! Deus nos ama de forma infinita, única e soberana. Mas para que este amor de Deus esteja plenamente em nós, precisamos guardar Seus mandamentos. Não podemos amar a Deus somente com palavras: “Jesus me ama tanto! E eu O amo tanto!”. Você nem precisa dizer que ama a Deus, nem fique preocupado em verbalizar isso. Preocupe-se em expressar com sua vida. Preocupemo-nos em, a cada dia, revisarmos nossa vida e vermos os ajustes que ela precisa.
Não vá dormir, não passe um dia sem fazer o seu exame de consciência. Um bom exame de consciência é um bom remédio para que a nossa vida encontre o seu equilíbrio! Jesus é a nossa luz, Ele ilumina a nossa mente, a nosso coração, para percebermos onde nossa vida não está sendo vivida de acordo com a vontade de Deus.
Que Jesus Nosso Senhor nos mostre sempre a direção, quando nos distanciarmos da reta que Ele nos ajude novamente a encontrarmos o caminho reto por onde devemos caminhar.
Deus abençoe você!
Liturgia da Palavra de hoje (29) Liturgia da Palavra de hoje (29) Reviewed by Ricardo Adriano on dezembro 29, 2016 Rating: 5

Nenhum comentário

Teste Teste Teste Teste

Teste Teste Teste Teste Teste Teste Teste Teste Teste Teste Teste Teste Teste Teste Teste Teste Teste Teste Teste Teste Teste Teste Teste Teste Teste Teste Teste Teste Teste Teste