Medida provisória rebatiza projeto de Dilma para Programa Seguro-Emprego

Temer assina medida diante dos ministros Ronaldo Nogueira (Trabalho), Eliseu Padilha (Casa Civil) e Henrique Meirelles (Fazenda)
Com a edição da Medida Provisória 761/2016, anunciada ontem pelo governo e publicada no Diário Oficial da União desta sexta-feira (23), o presidente Michel Temer determina que o Programa de Proteção ao Emprego (PPE), instituído pela Lei nº 13.189, de 19 de novembro de 2015, passe ser denominado Programa Seguro-Emprego (PSE), “como política pública de emprego ativa”. Nos termos da MP 761, o PSE destinará cerca de R$ 1,3 bilhão a empregadores nos próximos dois anos.
Criado na gestão da petista Dilma Rousseff, o PPE vence em 31 de dezembro e foi criado com o objetivo de inserir pessoas no mercado de trabalho, além de evitar demissões com contrapartidas da União. Ontem (quinta, 22), ao participar do anúncio da medida ao lado de Temer, o ministro do Trabalho, Ronaldo Nogueira, disse que centrais sindicais e confederações patronais foram ouvidas antes da elaboração do texto, “discutido ponto a ponto”.
“Somente os pontos pacificados foram acrescidos ao texto”, garantiu Ronaldo.
Medida provisória rebatiza projeto de Dilma para Programa Seguro-Emprego Medida provisória rebatiza projeto de Dilma para Programa Seguro-Emprego Reviewed by Ricardo Adriano on dezembro 24, 2016 Rating: 5

Nenhum comentário

Teste Teste Teste Teste

Teste Teste Teste Teste Teste Teste Teste Teste Teste Teste Teste Teste Teste Teste Teste Teste Teste Teste Teste Teste Teste Teste Teste Teste Teste Teste Teste Teste Teste Teste