• Notícias de Última Hora

    segunda-feira, 26 de dezembro de 2016

    Polícia do Ceará investiga anúncio de bebê em site de vendas on-line

    Autor do anúncio foi identificado e removeu anúncio de site de vendas.
    Se for comprovado crime, suspeito pode ter pena de quatro anos de prisão.


    Anúncio da venda de bebê na internet foi retirado
    após investigação da Polícia Civil (Foto: Reprodução
    A Polícia Civil do Ceará investiga o anúncio de um bebê de cinco meses em um site de vendas on-line. A postagem da venda foi publicada na noite de 25 de dezembro e removida após repercussão em redes sociais e abertura da investigação por parte de policiais da Delegacia de Combate à Exploração da Criança e do Adolescente (Dececa).
    A polícia afirma que o anunciante reside em Fortaleza e vai apurar se ele de fato pretende vender a criança, o que se caracteriza crime, se foi uma tentava aplicar algum tipo de golpe ou queria fazer uma "brincadeira".
    "Esse caso não é inédito e já houve 'brincadeiras' com esses anúncios. Mas, se for configurado crime, em tese, essa venda fere o artigo 238 do Estatuto da Criança e do Adolescente", afirma a delegada Estela Amaral.
    O artigo citado configura como crime "prometer ou efetivar a entrega de filho ou pupilo a terceiro, mediante paga ou recompensa". Além da pena que varia de um a quatro anos, o crime pode gerar multa. O comprador da criança também pode sofrer penas.
    Em nota, a Secretaria da Segurança Pública e Defesa Social do Ceará afirma que as investigações ocorrem no "sentido de identificar e capturar o responsável pela publicação".
    O número de telefone que havia sido disponibilizado pelo autor do anúncio não atendeu às ligações nesta segunda-feira (26). De acordo com a Polícia Civil, no texto da propaganda da venda, o autor citava como suposta justificativa não ter condições de criar o bebê de forma digna.
    Do G1 CE

    Nenhum comentário :

    Twitter

    -->

    Culture