• Notícias de Última Hora

    domingo, 22 de janeiro de 2017

    Abandono: único evento nacional agendado para o Mané Garrincha em 2017 foi cancelado


    Por falta de público, Flamengo cancelou o “Jogo dos Sonhos” que aconteceria no estádio nacional de Brasília neste fim de semana. Governo espera receber shows e jogos da seleção, porém, até agora, arena é usada apenas como sede de Secretaria de Estado e vistação turística
    Estádio de Brasília custou R$ 1,4 bilhão, enquanto em Porto Alegre (RS) o gasto foi só um terço disso
    Arena mais cara das 12 construídas ou reformadas para a Copa de 2014, ao custo de R$ 1,4 bilhão, o Mané Garrincha tem futuro incerto no Distrito Federal. Sem tradição no futebol e sem nenhum time nas principais divisões nacionais, a capital do país depende de equipes como Flamengo e Corinthians, além de produtores de eventos, para movimentar o estádio.
    Para evitar a total ociosidade, no início do governo, Rodrigo Rollemberg, governador do DF, instalou no estádio três secretarias de Estado – trocando a finalidade principal da arena do esporte para a burocracia e aproveitando para economizar com alugueis. Dois anos depois, porém, apenas a Secretaria de Esporte, Turismo e Lazer continua funcionando no local.
    O ano de 2017 começou com dois eventos agendados para o Mané Garrincha: o primeiro jogo do campeonato brasiliense e o Jogo dos Sonhos – evento que une craques históricos do Flamengo e da música, com artistas como Neguinho da Beija Flor. Porém, com a baixa adesão do público, os organizadores decidiram cancelar o jogo do clube carioca que seria realizado ontem (sábado, 21).
    Em nota, justificaram que havia uma preocupação com a chuva prevista para o dia, “além de levar em conta o atual cenário político com a ocorrência de diversas manifestações na capital federal, o que afeta diretamente a prestação de serviços como transporte público, metrô e efetivo das forças de segurança pública”.

    Nenhum comentário :

    Twitter

    -->

    Culture