• Notícias de Última Hora

    segunda-feira, 2 de janeiro de 2017

    Liturgia da Palavra de hoje (2)

    Primeira Leitura (1Jo 2,22-28)
    Leitura da Primeira Carta de São João.
    Caríssimos: 22Quem é mentiroso, senão aquele que nega que Jesus é o Cristo? O Anticristo é aquele que nega o Pai e o Filho. 23Todo aquele que nega o Filho também não possui o Pai. Quem confessa o Filho possui também o Pai. 24Permaneça dentro de vós aquilo que ouvistes desde o princípio. Se o que ouvistes desde o princípio permanecer em vós, permanecereis com o Filho e com o Pai. 25E esta é a promessa que ele nos fez: a vida eterna. 26Escrevo isto a respeito dos que procuram desencaminhar-vos. 27Quanto a vós mesmos, a unção que recebestes da parte de Jesus permanece convosco, e não tendes necessidade de que alguém vos ensine. A sua unção vos ensina tudo, e ela é verdadeira e não mentirosa. Por isso, conforme a unção de Jesus vos ensinou, permanecei nele.
    28Então, agora, filhinhos, permanecei nele. Assim poderemos ter plena confiança, quando ele se manifestar, e não seremos vergonhosamente afastados dele, quando da sua vinda.


    - Palavra do Senhor.
    - Graças a Deus.

    Responsório (Sl 97)
    — Os confins do universo contemplaram a salvação do nosso Deus.
    — Os confins do universo contemplaram a salvação do nosso Deus.
    — Cantai ao Senhor Deus um canto novo, porque ele fez prodígios! Sua mão e seu braço forte e santo alcançaram-lhe a vitória.
    — O Senhor fez conhecer a salvação, e às nações, sua justiça; recordou o seu amor sempre fiel pela casa de Israel.
    — Os confins do universo contemplaram a salvação do nosso Deus. Aclamai o Senhor Deus, ó terra inteira, alegrai-vos e exultai!

    Evangelho (Jo 1,19-28)
    — O Senhor esteja convosco.
    — Ele está no meio de nós.
    — Proclamação do Evangelho de Jesus Cristo + segundo João. 
    — Glória a vós, Senhor.
    19Este foi o testemunho de João, quando os judeus enviaram de Jerusalém sacerdotes e levitas para perguntar: “Quem és tu?” 20João confessou e não negou. Confessou: “Eu não sou o Messias”. 21Eles perguntaram: “Quem és, então? És Elias?” João respondeu: “Não sou”. Eles perguntaram: “És o Profeta?” Ele respondeu: “Não”. 22Perguntaram então: “Quem és, afinal? Temos de levar uma resposta àqueles que nos enviaram. Que dizes de ti mesmo?” 23João declarou: “Eu sou a voz que grita no deserto: ‘Aplainai o caminho do Senhor’” — conforme disse o profeta Isaías. 24Ora, os que tinham sido enviados pertenciam aos fariseus 25e perguntaram: “Por que então andas batizando, se não és o Messias, nem Elias, nem o Profeta?” 26João respondeu: “Eu batizo com água; mas no meio de vós está aquele que vós não conheceis, 27e que vem depois de mim. Eu não mereço desamarrar a correia de suas sandálias”. 28Isso aconteceu em Betânia além do Jordão, onde João estava batizando.

    — Palavra da Salvação.
    — Glória a vós, Senhor.

    Homilia
    João é a voz que não se cala, é a voz que anuncia e aponta o caminho, a direção de onde está o Cordeiro de Deus, aquele que nos salva, resgata-nos e liberta, sobretudo aquele que nos batiza.
    Primeiro, o batismo de João: “Eu batizo com água”. João saiu do deserto, foi para as margens do rio Jordão e muitos recorreram a ele, porque escutaram suas palavras, a sua pregação contundente, ungida e cheia da graça de Deus, que está libertando almas e corações do poder do maligno.
    Quando chegamos a uma conclusão de que o pecado só causa mal a nossa vida, precisamos querer nos libertar dele, sobretudo, porque ele causa uma mancha terrível em nosso interior, em nosso coração.
    O batismo de João é um batismo simbólico, mas que realiza uma graça. Porque a graça vem primeiro na vontade, na pessoa querer, na disposição que ela tem. Essas pessoas vão até João, porque querem dizer: “Queremos sair dessa vida velha! Queremos abandonar os pecados que praticamos! Queremos nos lavar daquilo que nos manchou, que nos deixou mal, que deixou máculas em nossa alma! Queremos ser purificados e libertos!”.
    É isso que João propõe a eles e Deus também propõe a nós. Que permitamos que aquele batismo, um dia recebido, seja realmente a grande purificação da nossa alma e do nosso coração a cada dia de nossas vidas.
    João está muito consciente de que não é só a água por si mesma, ela não realiza a graça tão eficaz na vida. Quem realiza a graça é Jesus, o Cordeiro de Deus! Ele não só tira o pecado, mas nos dá a graça de sermos o homem e a mulher nova, a imagem e semelhança de Deus.
    Se João foi grande pelo que fez, ele mesmo está dizendo: “Eu não sou digno nem de desamarrar a sandália dos Seus pés”, e aponta para Jesus. 
    Precisamos nos apontar para Jesus, direcionarmo-nos para Ele, apontarmos para as pessoas o caminho de Jesus, pois n’Ele está a salvação, a luz e a graça.
    Acordamos, a cada dia, precisando de uma luz interior, para as próprias questões da nossa alma, do nosso coração, da nossa própria vida. Às vezes, buscamos luz e soluções onde não está a luz nem a solução, e não nos dirigimos nem nos submetemos a Ele, não nos entregamos ao Seu senhorio, ao Seu domínio e cuidado, para que Ele seja a luz e a direção da nossa vida.
    Jesus, rendemo-nos a Ti e proclamamos que és o nosso Senhor e Salvador!
    Deus abençoe você!

    Nenhum comentário :

    Twitter

    -->

    Culture