• Notícias de Última Hora

    sexta-feira, 6 de janeiro de 2017

    Liturgia da Palavra de hoje (6)

    Primeira Leitura (1Jo 5,5-13)
    Leitura da Primeira Carta de São João.
    Caríssimos, 5quem é o vencedor do mundo, senão aquele que crê que Jesus é o Filho de Deus? 6Este é o que veio pela água e pelo sangue: Jesus Cristo. (Não veio somente com a água, mas com a água e o sangue). E o Espírito é que dá testemunho, porque o Espírito é a Verdade. 7Assim, são três que dão testemunho: 8o Espírito, a água e o sangue; e os três são unânimes.
    9Se aceitamos o testemunho dos homens, o testemunho de Deus é maior. Este é o testemunho de Deus, pois ele deu testemunho a respeito de seu Filho. Aquele que crê no Filho de Deus tem este testemunho dentro de si. 10Aquele que não crê em Deus faz dele um mentiroso, porque não crê no testemunho que Deus deu a respeito de seu Filho. 11E o testemunho é este: Deus nos deu a vida eterna, e esta vida está em seu Filho. 12Quem tem o Filho, tem a vida; quem não tem o Filho não tem a vida. 13Eu vos escrevo estas coisas a vós que acreditastes no nome do Filho de Deus, para que saibais que possuís a vida eterna.

    - Palavra do Senhor.
    - Graças a Deus.

    Responsório (Sl 147)
    — Glorifica o Senhor, Jerusalém!
    — Glorifica o Senhor, Jerusalém!
    — Glorifica o Senhor, Jerusalém! Ó Sião, canta louvores ao teu Deus! Pois reforçou com segurança as tuas portas, e os teus filhos em teu seio abençoou.
    — A paz em teus limites garantiu e te dá como alimento a flor do trigo. Ele envia suas ordens para a terra e a palavra que ele diz corre veloz.
    — Anuncia a Jacó sua palavra, seus preceitos, suas leis a Israel. Nenhum povo recebeu tanto carinho, a nenhum outro revelou os seus preceitos.

    Evangelho (Mc 1,7-11)
    — O Senhor esteja convosco.
    — Ele está no meio de nós.
    — Proclamação do Evangelho de Jesus Cristo segundo Marcos.
    — Glória a vós, Senhor.
    Naquele tempo, 7João pregava, dizendo: “Depois de mim virá alguém mais forte do que eu. Eu nem sou digno de me abaixar para desamarrar suas sandálias. 8Eu vos batizei com água, mas ele vos batizará com o Espírito Santo”. 9Naqueles dias, Jesus veio de Nazaré da Galileia, e foi batizado por João no rio Jordão. 10E logo, ao sair da água, viu o céu se abrindo, e o Espírito, como pomba, descer sobre ele. 11E do céu veio uma voz: “Tu és o meu Filho amado, em ti ponho meu bem-querer”.

    — Palavra da Salvação.
    — Glória a vós, Senhor.

    Homilia

    É João quem está nos dizendo aquilo que, de fato, Jesus realiza em nossa vida. Cristo está nos batizando com o dom mais precioso do coração de Deus, Ele está nos batizando com o Espírito Santo. Tomemos consciência dessa realidade!
    O batismo de João realizou maravilhas, pois prefigurava o batismo de Cristo, mas lavava, purificava e trazia para as pessoas uma consciência de mudança, de mentalidade, uma vontade e disposição de renunciar ao mal e ao pecado.
    A vontade é fundamental e essencial, mas não basta termos somente vontade, temos de ter força de vontade, disposição e luta, inclusive, contra as forças do mal e do pecado em nossa vida. Já deu para perceber que sozinhos nós não podemos, não conseguimos nada? As lutas deste mundo não são poucas, as batalhas que enfrentamos são ferrenhas, por isso precisamos da força e graça do Alto.
    Se nos fecharmos no orgulho e na autossuficiência, vamos perceber o quanto necessitamos da graça de Deus em nossa vida. Essa graça tem nome e se chama: Espírito Santo, dom de Deus, promessa de Deus, presente e graça divina que transforma, renova e ilumina nossa vida; sobretudo, o Espírito é Aquele que nos conduz ao combate das forças do mal ao nosso redor.
    Todos nós recebemos o Espírito Santo, todos nós temos esse dom e essa graça, mas é necessário fazermos uma reflexão, de fato, uma meditação no fundo da nossa alma. Estamos permitindo que o Espírito aja em nós? Estamos sendo guiados pelo Espírito que está em nós? O Espírito toma corpo, forma em nosso ser ou está apagado, escondido e aprisionado?
    Se não permitirmos que o Espírito Santo aja, ele não age, porque a liberdade é nossa, a vontade é nossa. Deus age na nossa liberdade quando permitimos. Ele age na nossa vontade, quando nós a submetemos a Ele.
    Não basta dizer que Deus está em nós, é preciso viver guiado por Ele e permitir que Sua vontade ilumine, guie e direcione a nossa vontade. Recebemos esse dom, e esse Espírito está em nós, mas é preciso submissão, entrega, é preciso buscá-lo: “Espírito Santo, eu quero fazer a Sua vontade, eu preciso da Sua graça, da Sua luz!”.
    Quero chamar à atenção somente de um engano que, às vezes, cometemos: não podemos esperar o Espírito Santo vir em nosso socorro somente na hora do apuros. Precisamos d’Ele para não cairmos nos apuros da vida. Por isso, a submissão do Espírito Santo de Deus, esse dom do Alto, essa promessa divina, essa graça que Cristo nos trouxe precisa ser vivida a cada momento e instante.
    A submissão à vontade de Deus, no poder do Espírito, é a graça que Cristo nos trouxe.
    Deus abençoe você!

    Nenhum comentário :

    Twitter

    -->

    Culture