• Notícias de Última Hora

    segunda-feira, 9 de janeiro de 2017

    Liturgia da Palavra de hoje (9)

    Primeira Leitura (Is 42,1-4.6-7)
    Livro do profeta Isaías.
    Assim fala o Senhor: 1“Eis o meu servo — eu o recebo; eis o meu eleito — nele se compraz minh’alma; pus meu espírito sobre ele, ele promoverá o julgamento das nações. 2Ele não clama nem levanta a voz, nem se faz ouvir pelas ruas. 3Não quebra uma cana rachada nem apaga um pavio que ainda fumega; mas promoverá o julgamento para obter a verdade. 4Não esmorecerá nem se deixará abater, enquanto não estabelecer a justiça na terra; os países distantes esperam seus ensinamentos. 6Eu, o Senhor, te chamei para a justiça e te tomei pela mão; eu te formei e te constituí como o centro de aliança do povo, luz das nações, 7para abrires os olhos dos cegos, tirar os cativos da prisão, livrar do cárcere os que vivem nas trevas”.

    - Palavra do Senhor.
    - Graças a Deus.

    Responsório (Sl 28)
    — Que o Senhor abençoe, com a paz, o seu povo!
    — Que o Senhor abençoe, com a paz, o seu povo!
    — Filhos de Deus, tributai ao Senhor, tributai-lhe a glória e o poder! Dai-lhe a glória devida ao seu nome; adorai-o com santo ornamento!
    — Eis a voz do Senhor sobre as águas, sua voz sobre as águas imensas! Eis a voz do Senhor com poder! Eis a voz do Senhor majestosa!
    — Sua voz no trovão reboando! No seu templo os fiéis bradam: “Glória!” É o Senhor que domina os dilúvios, o Senhor reinará para sempre!

    Segunda Leitura (At 10,34-38)
    Livro dos Atos dos Apóstolos.
    Naqueles dias, 34Pedro tomou a palavra e disse: “De fato, estou compreendendo que Deus não faz distinção entre as pessoas. 35Pelo contrário, ele aceita quem o teme e pratica a justiça, qualquer que seja a nação a que pertença. 36Deus enviou sua palavra aos israelitas e lhes anunciou a Boa-Nova da paz, por meio de Jesus Cristo, que é o Senhor de todos. 37Vós sabeis o que aconteceu em toda a Judeia, a começar pela Galileia, depois do batismo pregado por João: 38como Jesus de Nazaré foi ungido por Deus com o Espírito Santo e com poder. Ele andou por toda a parte, fazendo o bem e curando a todos os que estavam dominados pelo demônio; porque Deus estava com ele.

    - Palavra do Senhor.
    - Graças a Deus.

    Evangelho (Mt 3,13-17)
    — O Senhor esteja convosco.
    — Ele está no meio de nós.
    — PROCLAMAÇÃO do Evangelho de Jesus Cristo + segundo Mateus.
    — Glória a vós, Senhor.
    Naquele tempo, 13Jesus veio da Galileia para o rio Jordão, a fim de se encontrar com João e ser batizado por ele. 14Mas João protestou, dizendo: “Eu preciso ser batizado por ti, e tu vens a mim?”
    15Jesus, porém, respondeu-lhe: “Por enquanto deixa como está, porque nós devemos cumprir toda a justiça!” E João concordou. 16Depois de ser batizado, Jesus saiu logo da água. Então o céu se abriu e Jesus viu o Espírito de Deus, descendo como pomba e vindo pousar sobre ele.
    17E do céu veio uma voz que dizia: “Este é o meu Filho amado, no qual eu pus o meu agrado”.

    — Palavra da Salvação.
    — Glória a vós, Senhor.

    Homilia
    Hoje, celebramos a Festa do batismo de Jesus! Uma vez que celebramos o Seu batismo, celebramos também a festa do nosso batismo, porque todos somos batizados e incorporados em Deus, em Jesus Cristo, Nosso Senhor e Salvador.
    Por que Jesus foi batizado? Um gesto de humildade profunda, pois o Autor do batismo não precisava ser batizado, mas a justiça completa se cumpre na humildade de Cristo, no caminho que já estava percorrendo. Se outros se submeteram a serem batizados por João, Cristo também quis, por livre e espontânea vontade, submeter-se a isso.
    Porque, na verdade, a vida de Cristo é uma total submissão à vontade de Deus. A submissão de Cristo passa pela humilhação, e a humilhação é, muitas vezes, um gesto de profunda humildade. Jesus, humildemente desceu da condição divina para se fazer homem no meio de nós. Submeteu-se humildemente a viver no seio de uma família, submeteu-se a ter uma mãe; e agora se submete à ser batizado por um homem, por João.
    O batismo deve, de fato, promover em nosso coração a graça da humildade e arrancar do nosso interior as raízes do orgulho, da soberba, essa maldição que quer fazer de nós pessoas superiores, melhores que os outros, melhores que Deus, melhor que tudo.
    Estamos numa constante luta dentro do nosso coração para vencermos uns aos outros. O batismo coloca-nos no nosso lugar, faz-nos assumir aquilo que, de fato, somos ou devemos ser: filhos e filhas de Deus! E os filhos de Deus vivem uma submissão a Deus.
    A palavra “submissão” pode parecer até muito desgastada nos dias de hoje, porque ela é muito mal usada e mal vivida. Filhos precisam ser submissos aos pais, empregados precisam ser submissos aos patrões.
    No mundo não há submissão, e quando eu falo em submissão não é simplesmente estar de cabeça baixa, porque tem que concordar com tudo. Mas submissão é permitir que a ordem aconteça, que a disciplina organize e conduza a nossa vida.
    A desordem no mundo espiritual aconteceu quando os anjos de Deus não se submeteram a Ele. Desobedeceram ao Senhor! E nós sabemos a desordem e a desgraça que foi! No nosso mundo humano, nosso mundo material, todos os desastres acontecem quando não há submissão às leis, às autoridades; no casamento, cada um faz o que quer! Quando não há submissão no trabalho, fazemos o que queremos, a hora que chegamos, a hora que queremos. E você sabe que tudo isso provoca desordens.
    O batismo que recebemos é para quebrar as desordens interiores que há em nós, é para fazer de nós pessoas submissas, em primeiro lugar a Deus, à Sua vontade e nos ajudar a viver de forma ordeira, correta e justa no mundo em que estamos.
    Sejamos submissos a Deus e à Sua vontade, e a ordem interior vai acontecer dentro do nosso coração e da nossa alma.
    Só há um jeito de salvarmos este mundo: sendo submissos a Deus, Senhor e Criador de todas as coisas. O Seu Filho se fez submisso a Ele pelo batismo, e se fez submisso às condições deste mundo vivendo na humildade de coração.
    Batiza-nos, Senhor, com Tua graça e Espírito. Revitaliza em nós a graça do nosso batismo!
    Deus abençoe você!

    Nenhum comentário :

    Twitter

    -->

    Culture