• Notícias de Última Hora

    quarta-feira, 25 de janeiro de 2017

    Natal Shopping oferece jantar romântico para casal vítima do homofobia no Midway Mall


    Na última, quarta-feira (18), noticiamos um infeliz caso de homofobia, que aconteceu em um shopping de Natal. O episódio repercutiu de forma surpreendente e bateu um alcance estrondoso nas redes sociais. Felizmente, a maioria dos comentários eram de apoio ao jovem Shay Danello que relatou em uma nota nas redes sociais toda a humilhação e constrangimento que passou.

    Durante esta semana, Shay foi surpreendido de forma bastante positiva. Uma atitude simplesmente fantástica foi tomada por outro shopping da cidade, que convidou o jovem para um jantar romântico (acompanhado de seu namorado, é claro) em um de seus melhores restaurantes.
    onatalense
    Sentimos uma enorme satisfação em divulgar notícias que mostram como o amor mais uma vence a intolerância.
    Parabéns ao Natal Shopping pela atitude.

    RELEMBRE CASO:
    Em relato postado numa rede social, o jovem Shay Danello narra postura homofóbica de seguranças do shopping potiguar na noite desta segunda-feira (16). De acordo com a postagem, Shay e seu companheiro foram abordados de forma ríspida por um segurança de nome Djalma, afirmando que “casal gay não pode estar abraçados dentro ou fora do Shopping”.
    Ao procurar a Ouvidoria do shopping para realizar a queixa, o jovem pediu informações a outro segurança que alegou desconhecer casos de homofobia no shopping, mas que já houve relatos de casais homossexuais expulsos por estarem “se agarrando”.
    Ainda segundo a postagem, Shay e seu companheiro estavam apenas ouvindo música nos mesmos fones. Confira o relato na íntegra:
    “Queria star morta.
    Ontem as 19:40 descobri que não posso abraçar meu namorado dentro do Midway Mall devido a normas de segurança.
    O segurança Djalma foi totalmente ríspido, grosso e ignorante. Disse esta sendo uma ofensa ficar se “agarrando” dentro do Shopping. Mandou eu e meu namorado nos separar. Logo ficou irritado quando apontamos que aquilo era Homofobia! O colocamos contra parede e o mesmo continuou afirmando que casal Gay não pode estar abraçados dentro ou fora do Shopping. (?????)
    Fui procurar a ouvidoria do local para relatar o crime de assédio.
    Segundo encontro com outro segurança: Sai perguntando onde poderia falar com gerencia/ouvidoria do Shopping mas não tive sucesso. O segurança afirmou que casos de homofobia era desconhecido ali por eles. Claro, chuva de preconceito saindo da boca do segurança enquanto me impedia de falar com alguém de poder maior dentro do recinto. E afirmando outros casos de casais Homossexuais “se agarrando” que foram expulsos do Shopping (afirmando assim para que eu tenha receio de praticar tal afeto por ali) resisti. Informei que ele estava sendo preconceituoso, homofóbico. Não só ele, mas todo o sistema de segurança do local. Absurdo.
    Se agarrando: Eu e meu namorado estávamos ouvindo música nos fones e sorrindo da qualidade ruim dos meus novos fones. Enquanto ao nosso lado casais heteros já estavam em suas preliminares.
    O que me deixa triste não foi só a cena na qual todos olhavam curiosos, mas o bloqueio social de não poder ser livre. Big banner com casal abraçados, casais indo e vindo em todo lugar. Mas só eu não posso. 😥

    Nenhum comentário :

    Twitter

    -->

    Culture