Dezessete agências bancárias foram explodidas em 45 dias no RN

As polícias Militar e Civil registraram nos primeiros 47 dias do ano de 2017 dezessete casos de agências bancárias explodidas em todo o Rio Grande do Norte, a maioria em cidades do onterior do Estado. As frequentes investidas de assaltantes nesse tipo de crime revela a ineficiência na prevenção e nas investigações para combater essas quadrilhas.

De acordo com dados coletados com as polícias, do dia 05 de Janeiro até o dia 22 de Fevereiro várias cidades foram alvo de quadrilhas fortemente armadas e que utilizaram de explossivos para efetuar os saques. Os municípios de Baraúna, Cerro-Corá, Japí, Tangará, Lages, Campestre, Umarizal, Santa Cruz, São Paulo do Potengi, Florânia, Apodi, Extremoz, Serra Negra e Santana do Matos não escaparam dos criminosos que nesses casos fugiram sem deixar piatas.

A reportagem do PortalBO conversou com o delegado geral da Polícia Civil do Estado sobre o assunto, Clayton Pinho relatou que de certo houve um crescimento nesses casos, mas três equipes da ( DEICOR) Divisão Especializada em Investigação e Combate ao Crime Organizado estão trabalhando para dar uma resposta a altura nos próximos dias. "O trabalho de investigação conta com o apoio da Polícia Federal e os nossos delegados e agentes não estão medindo esforços para frear essas ações. Em breve teremos resultados para apresentar", disse.

O comando da Polícia Militar aguarda a efetivação de novos policiais através de concurso público previsto para os próximos meses e com isso fortalecer os destacamentos, companhias, pelotões e Batalhões em todo o RN. Para as associações representativas de praças o baixo efetivo nessas cidades é uma ameaça iminente para os policiais que trabalham tentando garantir a ordem.

Sérgio Costa Portal BO
Dezessete agências bancárias foram explodidas em 45 dias no RN Dezessete agências bancárias foram explodidas em 45 dias no RN Reviewed by Ricardo Adriano on fevereiro 24, 2017 Rating: 5

Nenhum comentário

Teste Teste Teste Teste

Teste Teste Teste Teste Teste Teste Teste Teste Teste Teste Teste Teste Teste Teste Teste Teste Teste Teste Teste Teste Teste Teste Teste Teste Teste Teste Teste Teste Teste Teste