Estado Islâmico corta mão de meninos que se negaram a matar reféns

Estado Islâmico utiliza amputações públicas como forma de punição - Reprodução
O Estado Islâmico amputou as mãos de dois meninos, respectivamente de 10 e 12 anos, por terem se recusado a executar reféns em poder do grupo terrorista, segundo a imprensa iraquiana.

Segundo o portal Iraqi News, extremistas estavam treinando um grupo de crianças em Mossul (capital do grupo no Iraque e sob alvo de ataques militares internacionais). Como parte dos exercícios, jihadistas ordenaram que todas matassem civis em poder do grupo. Duas delas — os meninos — se recusaram.

Apesar de amputações serem uma punição habitual por parte do grupo terrorista, elas são utilizadas em casos de roubo.

O EI tem apelado cada vez mais a crianças-soldado, utilizando-as ainda em vídeos de execuções de presos.

Estado Islâmico corta mão de meninos que se negaram a matar reféns Estado Islâmico corta mão de meninos que se negaram a matar reféns Reviewed by Ricardo Adriano on fevereiro 02, 2017 Rating: 5

Nenhum comentário

Teste Teste Teste Teste

Teste Teste Teste Teste Teste Teste Teste Teste Teste Teste Teste Teste Teste Teste Teste Teste Teste Teste Teste Teste Teste Teste Teste Teste Teste Teste Teste Teste Teste Teste