• Notícias de Última Hora

    quarta-feira, 22 de fevereiro de 2017

    Liturgia da Palavra de hoje (22)

    Primeira Leitura (1Pd 5,1-4)
    Leitura da Primeira Carta de São Pedro.
    Caríssimos, 1exorto aos presbíteros que estão entre vós, eu, presbítero como eles, testemunha dos sofrimentos de Cristo e participante da glória que será revelada: 2Sede pastores do rebanho de Deus, confiado a vós; cuidai dele, não por coação, mas de coração generoso; não por torpe ganância, mas livremente; 3não como dominadores daqueles que vos foram confiados, mas antes, como modelos do rebanho. 4Assim, quando aparecer o pastor supremo, recebereis a coroa permanente da glória.

    - Palavra do Senhor.
    - Graças a Deus.

    Responsório (Sl 22)
    — O Senhor é o pastor que me conduz, não me falta coisa alguma.
    — O Senhor é o pastor que me conduz, não me falta coisa alguma.
    — O Senhor é o pastor que me conduz; não me falta coisa alguma. Pelos prados e campinas verdejantes ele me leva a descansar. Para as águas repousantes me encaminha, e restaura as minhas forças.
    — Ele me guia no caminho mais seguro, pela honra do seu nome. Mesmo que eu passe pelo vale tenebroso, nenhum mal eu temerei. Estais comigo com bastão e com cajado, eles me dão a segurança!
    — Preparais à minha frente uma mesa, bem à vista do inimigo; com óleo vós ungis minha cabeça, e o meu cálice transborda.
    — Felicidade e todo bem hão de seguir-me, por toda a minha vida; e, na casa do Senhor, habitarei pelos tempos infinitos.

    Evangelho (Mt 16,13-19)
    — O Senhor esteja convosco.
    — Ele está no meio de nós.
    — Proclamação do Evangelho de Jesus Cristo + segundo Mateus.
    — Glória a vós, Senhor.
    Naquele tempo, 13Jesus foi à região de Cesaréia de Filipe e ali perguntou aos seus discípulos: “Quem dizem os homens ser o Filho do Homem?” 14Eles responderam: “Alguns dizem que é João Batista; outros que é Elias; outros ainda, que é Jeremias ou algum dos profetas”. 15Então Jesus lhes perguntou: “E vós, quem dizeis que eu sou?” 16Simão Pedro respondeu: “Tu és o Messias, o Filho do Deus vivo”.
    17Respondendo, Jesus lhe disse: “Feliz és tu, Simão, filho de Jonas, porque não foi um ser humano que te revelou isso, mas o meu Pai que está no céu. 18Por isso eu te digo que tu és Pedro, e sobre esta pedra construirei a minha Igreja, e o poder do inferno nunca poderá vencê-la. 19Eu te darei as chaves do Reino dos Céus: tudo o que tu ligares na terra será ligado nos céus; tudo o que tu desligares na terra será desligado nos céus”.

    — Palavra da Salvação.
    — Glória a vós, Senhor.

    Homilia
    Celebramos, hoje, a festa da Cátedra de Pedro. A palavra “cátedra” vem de cadeira, ou seja, a cadeira daquele que governa, daquele que se senta ali para comandar, estar à frente, ser o primeiro. Na catedral está a cátedra, a cadeira daquele que preside, que governa, e assim é em todas as catedrais do mundo inteiro, a cátedra onde se senta o bispo daquela igreja.
    A Igreja no mundo inteiro tem sua central em Roma, na Itália, onde está a cátedra de Pedro, onde se senta o Bispo de Roma para governar a Igreja no mundo inteiro. Isso vem do Evangelho, da Palavra de Deus, da profissão de fé de Pedro, que professou que Cristo é o Messias, o Filho de Deus. Por isso Jesus diz: “Pedro tu és pedra”.
    O primeiro nome de Pedro é Simão, e foi o próprio Jesus quem deu um significado novo àqueles que O seguiam, por isso Simão passou a ser Pedro, nome masculino de pedra, rocha, e é sobre essa rocha que a Igreja do Senhor está edificada.
    Pedro foi o escolhido, o primeiro dos apóstolos, o primeiro a ser citado, mencionado, a governar a Igreja que se inicia ali em Jerusalém. Então, na figura dele está o princípio, o início da Igreja. Mas ele não a governa simplesmente na autoridade, mas no serviço aos irmãos.
    Governar é, acima de tudo, cuidar, velar, manter a unidade da fé, e é isso que estamos celebrando no dia de hoje. Louvado seja Deus, que tem uma Igreja espalhada por todo o mundo e a mantém unida num só rebanho na figura de Pedro.
    Pedro para nós, hoje, chama-se Francisco, o sucesso do número 266 no governo da Igreja nesses mais de dois mil anos de história. Assim como diz a Palavra, as forças do inferno nunca poderão vencer aquilo que é a Igreja do Senhor.
    Ela passa por tribulações, por dificuldades e tempestades, mas a pedra, que é Pedro, é edificada em Cristo Jesus, por isso o Senhor sustenta Sua Igreja. Rezemos, amemos a Igreja, zelemos por ela, rezemos por aquele que hoje se senta na cátedra, cuja responsabilidade é governar, manter a unidade e o serviço a todos os irmãos.
    Deus abençoe você!

    Nenhum comentário :

    Twitter

    -->

    Culture