• Notícias de Última Hora

    segunda-feira, 20 de fevereiro de 2017

    Se aprovado para STF, Moraes será relator de recurso de Dilma contra impeachment

    Alexandre de Moraes se licenciou do ministério após ser indicado ao STF
    Alexandre de Moraes poderá ser o relator no STF (Supremo Tribunal Federal) dos principais recursos da ex-presidente Dilma Rousseff contra o processo de impeachment, caso sua indicação ao cargo de ministro do Supremo pelo presidente Michel Temer seja confirmada pelo Senado.
    Filiado até o início do mês ao PSDB, principal partido de oposição aos governos do PT, Moraes foi ministro da Justiça do governo Temer, cargo do qual está licenciado, e secretário de Justiça e de Segurança Pública na gestão Geraldo Alckmin (PSDB) no governo de São Paulo.
    O candidato a ministro será sabatinado nesta terça-feira (21) pela CCJ (Comissão de Constituição e Justiça) do Senado.
    A líder do PT no Senado, Gleisi Hoffmann (PR), prometeu questionar Moraes sobre se as ligações políticas dele o obrigam a se declarar impedido para relatar e julgar as ações sobre o impeachment.
    "Temos muitas preocupações em relação à postura dele no Supremo Tribunal Federal", disse a senadora.
    Nesta segunda-feira, senadores de oposição ao governo Temer deram apoio político à entrega de um abaixo-assinado à CCJ contra a indicação de Moraes. O documento foi redigido pelo Centro Acadêmico XI de Agosto, dos estudantes de Direito da USP (Universidade de São Paulo), curso do qual Moraes é professor de direito constitucional.

    Nenhum comentário :

    Twitter

    -->

    Culture