ANEEL reconhece, mais uma vez, que cobrou indevidamente do consumidor energia que não usou

A ANEEL (Agência Nacional de Energia Elétrica) reconheceu, digo, admitiu, que cobrou indevidamente, de todo consumidor brasileiro, uma energia elétrica, que não utilizou.

Explico: A tal "Angra 3", de energia nuclear, que só estará em funcionamento no 2° semestre de 2019, e, se tratando de Brasil, ainda assim levanta-se dúvidas quanto a sua funcionalidade, foi contratada para poder aumentar a segurança do sistema elétrico, e isso importa o valor 'irrisório' de R$ 1,8 bilhões de reais.

PASMEM!! A mesma ANEEL disse que a forma que irá ressarcir o consumidor roubado, é atribuindo um valor inferior ao que será solicitado, como aumento, de futuros reajustes na conta de luz, pelas concessionárias. Exemplo: Se o aumento reajustado for de 7%, a agência permitirá um reajuste de um pouco mais de 6% e não os 7% solicitado.

É no mínimo RIDÍCULO. 




ANEEL reconhece, mais uma vez, que cobrou indevidamente do consumidor energia que não usou ANEEL reconhece, mais uma vez, que cobrou indevidamente do consumidor energia que não usou Reviewed by Ricardo Adriano on março 10, 2017 Rating: 5

Nenhum comentário

Teste Teste Teste Teste

Teste Teste Teste Teste Teste Teste Teste Teste Teste Teste Teste Teste Teste Teste Teste Teste Teste Teste Teste Teste Teste Teste Teste Teste Teste Teste Teste Teste Teste Teste