• Notícias de Última Hora

    quinta-feira, 2 de março de 2017

    Delúbio Soares, Ronan Maria Pinto e mais três são condenados por lavagem de dinheiro na Lava Jato

    O juiz federal Sérgio Moro condenou o empresário Ronan Maria Pinto, e o ex-tesoureiro do PT Delúbio Soares e outros três réus da 27ª fase da Operação Lava Jato, batizada de Carbono 14, na manhã desta quinta-feira (02). O processo cita o esquema de lavagem de dinheiro no valor de R$ 6.028.000,00. Os condenados ainda podem recorrer da decisão.

    “Condeno  Delúbio Soares de Castro, Enivaldo Quadrado, Luiz Carlos Casante, Natalino Bertin e Ronan Maria Pinto pelo crime de lavagem de dinheiro, consistente, no repasse e recebimento, com ocultação e dissimulação, de produto de crime de gestão fraudulenta de instituição financeira”, diz a sentença.

    A 27ª fase foi deflagrada em abril do ano passado ano e ainda tinha como réus o ex-secretário geral do PT, Silvio Pereira. Esta etapa investiga os beneficiários do empréstimo de R$ 12 milhões feito pelo pecuarista José Carlos Bumlai junto ao Banco Schahin. De acordo com as investigações, Ronan Maria Pinto, empresário dono do jornal Diário do Grande ABC, recebeu R$ 6 milhões do esquema de corrupção na Petrobras. A quantia, conforme o MPF, foi repassada por meio de um empréstimo de R$ 12 milhões feito pelo pecuarista José Carlos Bumlai junto ao Banco Schahin. Deste total, os outros R$ 6 milhões foram destinados a campanhas eleitorais com apoio do PT. Parte desse valor teria sido repassado a Ronan, que esteve detido no Complexo Médico Penal, em Pinhais, na Região de Curitiba, mas que passou a cumprir prisão domiciliar após pagar fiança no valor de R$ 1 milhão.

    Nenhum comentário :

    Twitter

    -->

    Culture