Grávidas que recebem Bolsa Família no RN vão ganhar repelente

Grávidas devem ter cuidado ainda maior para se prevenir do mosquito Aedes aegypti (Foto: Zaqueu Proença)
As mulheres grávidas cadastradas no programa Bolsa Família em todo o Rio Grande do Norte vão receber repelentes como forma de prevenção às doenças transmitidas pelo mosquito Aedes aegypti. Segundo a Secretaria de Saúde (Sesap), o Ministério da Saúde deve destinar um total de 345.180 frascos ao estado.

Esse quantitativo será dividido em sete parcelas até o mês de outubro. A primeira será distribuída ainda este mês. Neste primeiro lote, serão entregues 21.570 frascos. Cada grávida receberá dois frascos de 200 ml por mês. O repelente oferece 10 horas de proteção após aplicado sobre a pele.
“Os municípios terão autonomia para definir o fluxo de distribuição desses repelentes. Cada um irá definir sua melhor estratégia para entrega”, informou Maria Lima, subcoordenadora de vigilância epidemiológica da Sesap.
O Ministério da Saúde recomenda o uso de repelentes para reforçar a proteção contra o mosquito Aedes aegypti, em especial às gestantes, pela associação do vírus da zika com a microcefalia em bebês. A medida, no entanto, não deve ser a única maneira de evitar a transmissão da doença. É importante que as gestantes adotem ainda medidas simples que possam evitar o contato com o Aedes, como se proteger da exposição de mosquitos, manter portas e janelas fechadas ou teladas, usar calça e camisa de manga comprida.
Além disso, também é necessário estabelecer uma rotina para eliminar recipientes que possam acumular água parada. Quinze minutos de vistoria são suficientes para manter o ambiente limpo. Pratinhos com vasos de planta, lixeiras, baldes, ralos, calhas, garrafas, pneus e até brinquedos podem ser os vilões e servir de criadouros para as larvas do mosquito.
Grávidas que recebem Bolsa Família no RN vão ganhar repelente Grávidas que recebem Bolsa Família no RN vão ganhar repelente Reviewed by Ricardo Adriano on março 04, 2017 Rating: 5

Nenhum comentário

Teste Teste Teste Teste

Teste Teste Teste Teste Teste Teste Teste Teste Teste Teste Teste Teste Teste Teste Teste Teste Teste Teste Teste Teste Teste Teste Teste Teste Teste Teste Teste Teste Teste Teste