• Notícias de Última Hora

    quarta-feira, 22 de março de 2017

    Liturgia da Palavra de hoje (22)

    Primeira Leitura (Dt 4,1.5-9)

    Leitura do Livro do Deuteronômio. 

    Moisés falou ao povo, dizendo: 1'Agora, Israel, ouve as leis e os decretos que eu vos ensino a cumprir, para que, fazendo-o, vivais e entreis na posse da terra prometida que o Senhor Deus de vossos pais vos vai dar. 5Eis que vos ensinei leis e decretos conforme o Senhor meu Deus me ordenou, para que os pratiqueis na terra em que ides entrar e da qual tomareis posse. 6Vós os guardareis, pois, e os poreis em prática, porque neles está vossa sabedoria

    e inteligência perante os povos, para que, ouvindo todas estas leis, digam: 'Na verdade, é sábia e inteligente esta grande nação! 7Pois, qual é a grande nação cujos deuses lhe são tão próximos como o Senhor nosso Deus, sempre que o invocamos? 8E que nação haverá tão grande que tenha leis e decretos tão justos, como esta lei que hoje vos ponho diante dos olhos? 9Mas toma cuidado! Procura com grande zelo não te esqueceres de tudo o que viste com os próprios olhos, e nada deixes escapar do teu coração por todos os dias de tua vida; antes, ensina-o a teus filhos e netos.

    - Palavra do Senhor.
    - Graças a Deus.


    Responsório (Sl 147)


    —Glorifica o Senhor, Jerusalém!
    Glorifica o Senhor, Jerusalém!


    — Glorifica o Senhor, Jerusalém! Ó Sião, canta louvores ao teu Deus! Pois reforçou com segurança as tuas portas, e os teus filhos em teu seio abençoou.
    — Ele envia suas ordens para a terra, e a palavra que ele diz corre veloz ele faz cair a neve como a lã e espalha a geada como cinza.
    — Anuncia a Jacó sua palavra, seus preceitos suas leis a Israel. Nenhum povo recebeu tanto carinho, a nenhum outro revelou os seus preceitos.

    Evangelho (Mt 5,17-19)


    — O Senhor esteja convosco.
    — Ele está no meio de nós.
    — PROCLAMAÇÃO do Evangelho de Jesus Cristo + segundo Mateus.
    — Glória a vós, Senhor.
    Naquele tempo, disse Jesus aos seus discípulos: 17Não penseis que vim abolir a Lei e os Profetas. Não vim para abolir, mas para dar-lhes pleno cumprimento. 18Em verdade, eu vos digo: antes que o céu e a terra deixem de existir, nem uma só letra ou vírgula serão tiradas da Lei, sem que tudo se cumpra. 
    19Portanto, quem desobedecer a um só destes mandamentos, por menor que seja, e ensinar os outros a fazerem o mesmo, será considerado o menor no Reino dos Céus. Porém, quem os praticar e ensinar será considerado grande no Reino dos Céus.


    — Palavra da Salvação.
    — Glória a vós, Senhor.

    Homilia
    Queremos observar duas coisas importantes no ensinamento de Jesus ao nosso coração no dia de hoje. O primeiro deles é não desconsiderar os mandamentos, não relativizar os mandamentos da Lei de Deus, que são vias para a nossa salvação, o procedimento que todo cristão, todo homem e mulher de Deus precisam ter para fazer parte do Reino de Deus. Os mandamentos do Senhor são vida para a nossa vida!
    Não leve os mandamentos como proibições, como regras colocadas, inquisitórias, “faz isso ou faz aquilo”. Coloquemos os mandamentos da Lei do Senhor como vida para a nossa vida.
    Todo mandamento têm o divino, a presença amorosa de Deus nele, desde o primeiro – amar a Deus sobre todas as coisas – ao último, que nos chama a não cobiçarmos nada que seja do outro. São divinos os mandamentos de Deus. E tudo aquilo que é divino é vida, é sagrado; é vida para a nossa própria vida. Por isso, digo a você: não desconsidere os mandamentos do Senhor.
    Às vezes, estamos acostumados a fazer uma coisa, e essa coisa é errada, então dizemos: “Os outros mandamentos eu cumpro, mas esse aqui…”, e quando vemos, relaxamos e, mais ainda, o coração se corrompe; então, começamos a desconsiderar aquilo que é tão importante, aquilo que não podemos deixar de lado. Não desconsideremos um só mandamento do Senhor.
    Quando precisamos revisar nossa vida, quando precisamos colocá-la no eixo, no prumo, a primeira coisa que temos de olhar como reflexo é para os mandamentos da Lei do Senhor. Eles são como espelhos que nos ajudam a rever nossa relação com Deus e com nosso próximo. Olhemos sempre para esse espelho, para nos revermos, para fazermos esse exame de consciência diário, não somente quando vamos à igreja nos confessar, mas todos os dias, para nos revermos a partir desses mandamentos.
    A segunda coisa é que nós devemos não só observar os mandamentos, mas ensinar outros a vivê-los. Não podemos fazer o contrário, porque, às vezes, vivemos errado e queremos que o outro viva também. Aqui está a tragédia e o grande erro da vida.
    Se você percebe que está errado e ainda não conseguiu se corrigir, peça a graça de Deus para se corrigir, mas nunca caia, por favor, no mal de ensinar o que faz de errado para que o outro também faça.
    Desculpe-me, mas há pessoas que levam vantagem em tudo o que fazem e até consideram essas vantagens desonestas como algo honesto. Além de fazer o que é errado, ainda querem ensinar os outros a fazerem também. Não faça isso, estamos sendo desonestos conosco, com Deus, com a nossa consciência e moral.
    Que aprendamos a nos corrigir a cada dia, mas não caíamos no mal maior, que é o de fazer errado e ainda ensinar o outro a viver no erro.
    Deus abençoe você!

    Nenhum comentário :

    Twitter

    -->

    Culture