• Notícias de Última Hora

    quinta-feira, 23 de março de 2017

    Liturgia da Palavra de hoje (23)

    Primeira Leitura (Jr 7,23-28)


    Leitura do Livro do Profeta Jeremias. 

    Assim fala o Senhor: 23Dei esta ordem ao povo dizendo: Ouvi a minha voz, assim serei o vosso Deus, e vós sereis o meu povo; e segui adiante por todo o caminho que eu vos indicar para serdes felizes. 24Mas eles não ouviram e não prestaram atenção; ao contrário, seguindo as más inclinações do coração, andaram para trás e não para a frente, 25desde o dia em que seus pais saíram do Egito até ao dia de hoje. A todos enviei meus servos, os profetas, e enviei-os cada dia, começando bem cedo; 26mas não ouviram e não prestaram atenção; ao contrário, obstinaram-se no erro, procedendo ainda pior que seus pais. 27Se falares todas essas coisas, eles não te escutarão, e, se os chamares, não te darão resposta. 28Dirás, então: Esta é a nação que não escutou a voz do Senhor, seu Deus, e não aceitou correção. Sua fé morreu, foi arrancada de sua boca.'


    - Palavra do Senhor.
    - Graças a Deus.

    Responsório (Sl 94)
     Oxalá ouvísseis hoje a voz do Senhor, não fecheis os vossos corações.
     Oxalá ouvísseis hoje a voz do Senhor, não fecheis os vossos corações.


    Vinde, exultemos de alegria no Senhor, aclamemos o Rochedo que nos salva! Ao seu encontro caminhemos com louvores, e com cantos de alegria o celebremos!
    Vinde adoremos e prostremo-nos por terra, e ajoelhemos ante o Deus que nos criou! Porque ele é o nosso Deus, nosso Pastor, e nós somos o seu povo e seu rebanho,* as ovelhas que conduz com sua mão.
    Oxalá ouvísseis hoje a sua voz: 'Não fecheis os corações como em Meriba, como em Massa, no deserto, aquele dia, em que outrora vossos pais me provocaram, apesar de terem visto as minhas obras'.

    Evangelho (Lc 11,14-23)
    — O Senhor esteja convosco.
    — Ele está no meio de nós.
    — Proclamação do Evangelho de Jesus Cristo + segundo Lucas.
    — Glória a vós, Senhor.

    Naquele tempo, 14Jesus estava expulsando um demônio que era mudo. Quando o demônio saiu, o mudo começou a falar, e as multidões ficaram admiradas. 15Mas alguns disseram: 'É por Belzebu, o príncipe dos demônios, que ele expulsa os demônios.' 16Outros, para tentar Jesus, pediam-lhe um sinal do céu. 17Mas, conhecendo seus pensamentos, Jesus disse-lhes: 'Todo reino dividido contra si mesmo será destruído; e cairá uma casa por cima da outra. 18Ora, se até Satanás está dividido contra si mesmo, como poderá sobreviver o seu reino?
    Vós dizeis que é por Belzebu que eu expulso os demônios. 19Se é por meio de Belzebu que eu expulso demônios, vossos filhos os expulsam por meio de quem? Por isso, eles mesmos serão vossos juízes. 20Mas, se é pelo dedo de Deus que eu expulso os demônios, então chegou para vós o Reino de Deus. 21Quando um homem forte e bem armado guarda a própria casa, seus bens estão seguros. 22Mas, quando chega um homem mais forte do que ele, vence-o, arranca-lhe a armadura na qual ele confiava, e reparte o que roubou. 23Quem não está comigo, está contra mim. E quem não recolhe comigo, dispersa.


    — Palavra da Salvação.
    — Glória a vós, Senhor.

    Homilia
    Hoje, Jesus está nos mostrando, a partir da acusação feita contra Ele, a ação perversa que o maligno, o príncipe das trevas, realiza no meio de nós.
    A primeira coisa é que ele [demônio] é divisor, ele divide o Reino de Deus. Não foi Deus quem dividiu, mas sim o demônio. Ele pertencia ao Reino de Deus, mas quando não quis mais viver de acordo com a graça e a luz divina, quando quis ter luz própria, ser mais do que Deus, ele se dividiu.
    O demônio causa separações, realiza divisões e coloca as pessoas umas contra as outras, porque todo reino dividido contra si mesmo se destrói. Porém, o Reino de Deus é único, não é dividido; ele pode até ter diversidade de opinião, de formação e pessoas, mas em Deus ele é um só. Não existem dois Reinos de Deus!
    Pode haver igrejas diferentes, pessoas com visões diferentes, pode ter pessoas que levam o seu erro como certo, mas não são as pessoas que decidem sobre o Reino de Deus. Não é o padre nem o pastor. É Deus quem está à frente no Reino de Deus, e Jesus é o Senhor!
    Infelizmente, as mãos humanas, o coração do homem, levado pelas insídias do maligno, tentou tantas vezes dilacerar, dividir o Reino de Deus. Vemos em nosso meio um verdadeiro escândalo diabólico da ação do maligno na humanidade, inclusive no seio da Igreja, dos seguidores de Cristo. Podemos até viver separados, mas a separação só acontece quando permitimos isso acontecer entre nós.
    Quem ama Jesus de verdade e ama seu próximo acima de tudo (o próximo é a extensão de Deus no nosso meio), não conhece a divisão, ama o outro independente da religião e da convicção que tem, e não se deixa levar por seus ressentimentos, mágoas, dogmas, concepções de vida etc. Ele ama a todos, porque o Reino de Deus abrange todos! Ele não semeia a divisão, a discórdia, não coloca as pessoas umas contra as outras.
    Quem coloca as pessoas umas contra as outras é o príncipe das trevas. O seu reino é destruído, porque é dividido, é um reino onde as pessoas se dividem.
    Para não ficarmos divididos nem destruídos, temos de permanecer no coração de Jesus, porque lá os demônios fogem, não chegam nem se aproximam. O maligno se aproxima de nós quando saímos do coração de Jesus, quando seguimos nossas convicções humanas, quando nos deixamos guiar pelo nosso orgulho, pela nossa cabeça humana e não nos deixamos ser conduzidos pelo Espírito do Senhor.
    Para sermos preservados do mal, da divisão que ele causa no mundo, permaneçamos no coração de Jesus, pois nele se realiza a unidade do Reino de Deus! A única coisa que Ele divide é aquilo que não é do Reino, porque o que não é não cabe nele.
    Temos de permanecer unidos, juntos ao coração de Jesus, porque Ele nos preserva de todo o mal!
    Deus abençoe você!

    Nenhum comentário :

    Twitter

    -->

    Culture