Apelido ‘Amigo’ em planilha é Lula, diz Marcelo Odebrecht a Moro

Marcelo Odebrecht, ex-presidente da construtora, que foi ouvido por Moro (Heuler Andrey/AFP)
Marcelo Odebrecht, ex-presidente da construtora, confirmou nesta segunda-feira em depoimento ao juiz Sergio Moro que o apelido “Amigo” citado nas planilhas em que a  empreiteira registra doações a políticos é o ex-presidente Luiz Inácio Lula da Silva. O depoimento é o primeiro dado pelo empresário na condição de delator a Moro, mas ele já havia confirmado em dezembro do ano passado, ao falar à força-tarefa da Operação Lava Jato, que Lula havia recebido dinheiro da Odebrecht.
Em setembro, a Polícia Federal também divulgou relatório de conclusão do seu inquérito que apontava que Lula era o “Amigo” que aparecia na lista – o apelido, às vezes, aparecia com variações como “Amigo do meu pai” e “Amigo de EO”, ambos em referência a Emilio Odebrecht, pai de de Marcelo, que reassumiu a presidência da companhia após a prisão do filho.

Segundo a PF, o ex-presidente teria recebido 8 milhões de reais de uma “conta-corrente” da propina, como classificou a corporação, pagos entre o fim de 2012 e ao longo de 2013. Segundo o Jornal Nacional, da TV Globo, o valor citado nesta segunda-feira a Moro é de 13 milhões de reais. Parte do valor teria sido usada para comprar um terreno para abrigar a sede do Instituto Lula.
Apelido ‘Amigo’ em planilha é Lula, diz Marcelo Odebrecht a Moro Apelido ‘Amigo’ em planilha é Lula, diz Marcelo Odebrecht a Moro Reviewed by Ricardo Adriano on abril 11, 2017 Rating: 5

Nenhum comentário

Teste Teste Teste Teste

Teste Teste Teste Teste Teste Teste Teste Teste Teste Teste Teste Teste Teste Teste Teste Teste Teste Teste Teste Teste Teste Teste Teste Teste Teste Teste Teste Teste Teste Teste