• Notícias de Última Hora

    terça-feira, 25 de abril de 2017

    “Lenhador” nas planilhas da Odebrecht, governador do Tocantins recebeu R$ 1 milhão, diz delator

    Governador do Tocantins é acusado de receber R$ 1 milhão em caixa dois durante a campanha de 2014
    Em depoimento à força-tarefa da Operação Lava Jato, dois ex-executivos da Odebrecht afirmaram ter repassado R$ 1 milhão ao governador do Tocantins, Marcelo Miranda (PMDB), por meio de caixa dois. O pedido foi realizado pelo ex-deputado Eduardo Cunha (PMDB-RJ) e foi atendido pela empreiteira com o propósito de “proteger os interesses do Grupo Odebrecht” no estado.
    Fernando Reis, um dos delatores da Lava Jato, contou aos procuradores que as conversas para acertar o valor e a forma dos repasses ocorreram entre Herbert Brito, assessor do então candidato ao governo de Tocantins, e Mário Amaro, ex-executivo da Odebrecht e também delator do esquema. O primeiro encontro, no entanto, contou com a presença de Marcelo Miranda, em 2014. O dinheiro seria uma ajuda de campanha.

    Nenhum comentário :

    Twitter

    -->

    Culture