• Notícias de Última Hora

    quinta-feira, 27 de abril de 2017

    Liturgia da Palavra de hoje (27)

    Primeira Leitura (At 5,27-33)
    Leitura dos Atos dos Apóstolos.
    Naqueles dias, 27eles levaram os apóstolos e os apresentaram ao Sinédrio. O sumo sacerdote começou a interrogá-los, 28dizendo: “Nós tínhamos proibido expressamente que vós ensinásseis em nome de Jesus. Apesar disso, enchestes a cidade de Jerusalém com a vossa doutrina. E ainda nos quereis tornar responsáveis pela morte desse homem!”
    29Então Pedro e os outros apóstolos responderam: “É preciso obedecer a Deus, antes que aos homens. 30O Deus de nossos pais ressuscitou Jesus, a quem vós matastes, pregando-o numa cruz. 31Deus, por seu poder, o exaltou, tornando-o Guia Supremo e Salvador, para dar ao povo de Israel a conversão e o perdão dos seus pecados. 32E disso somos testemunhas, nós e o Espírito Santo, que Deus concedeu àqueles que a Ele obedecem”. 33Quando ouviram isto, ficaram furiosos e queriam matá-los.

    - Palavra do Senhor.
    - Graças a Deus.

    Responsório (Sl 33)
    — Este infeliz gritou a Deus, e foi ouvido.
    — Este infeliz gritou a Deus, e foi ouvido.
    — Bendirei o Senhor Deus em todo o tempo, seu louvor estará sempre em minha boca. Provai e vede quão suave é o Senhor! Feliz o homem que tem nele o seu refúgio!
    — Mas ele volta a sua face contra os maus, para da terra apagar sua lembrança. Clamam os justos, e o Senhor bondoso escuta e de todas as angústias os liberta.
    — Do coração atribulado ele está perto e conforta os de espírito abatido. Muitos males se abatem sobre os justos, mas o Senhor de todos eles os liberta.

    Evangelho (Jo 3,31-36)
    — O Senhor esteja convosco.
    — Ele está no meio de nós.
    — Proclamação do Evangelho de Jesus Cristo + segundo João.
    — Glória a vós, Senhor.
    31“Aquele que vem do alto está acima de todos. O que é da terra, pertence à terra e fala das coisas da terra. Aquele que vem do céu está acima de todos. 32Dá testemunho daquilo que viu e ouviu, mas ninguém aceita o seu testemunho. 33Quem aceita o seu testemunho atesta que Deus é verdadeiro. 34De fato, aquele que Deus enviou fala as palavras de Deus, porque Deus lhe dá o espírito sem medida.
    35O Pai ama o Filho e entregou tudo em sua mão. 36Aquele que acredita no Filho possui a vida eterna. Aquele, porém, que rejeita o Filho não verá a vida, pois a ira de Deus permanece sobre ele”.

    — Palavra da Salvação.
    — Glória a vós, Senhor.

    Homilia
    Amados irmãos e irmãs, os sacerdotes e sumos sacerdotes estão indignados, porque haviam proibido expressamente os apóstolos de pregarem em nome de Jesus, de anunciarem o Seu nome. Mas parece que, quanto mais os proibiam, mais ensinavam, mais falavam e anunciavam.
    O sumo sacerdote está dizendo justamente isso: “Vocês encheram a cidade com esse ensinamento, com esse modo de viver; ensinando e pregando em nome de Jesus”. Então, Pedro e todos os apóstolos ouviram em silêncio, mas levantaram a voz e disseram apenas: “Precisamos obedecer a Deus antes que aos homens”.
    Aqui, duas coisas são importantes serem ditas. A primeira que não é uma rebeldia nem revolta. Cristão não é aquele que desobedece as leis civis ou se rebela contra o Estado. O cristão é aquele que não permite, de forma nenhuma, que qualquer lei civil que contraria a nossa vida e o Evangelho seja vivido e praticado por nós.
    Ninguém pode nos proibir de pregar o Evangelho, ninguém pode nos proibir de vivê-lo. Se há lugares que não se pode falar, países que não permitem, tudo bem! Mas pregaremos do nosso jeito, da nossa maneira e criaremos, pela inteligência e sabedoria divina, meios de pregar o Evangelho, respeitando a individualidade e a liberdade de escolha de cada um. Entretanto, a liberdade leva a pessoa a ter a condição de saber se pode escolher isso ou não.
    Todos têm o direito de conhecer Jesus, de saber quem Ele é, ouvir o que Ele tem como proposta de vida e salvação. Acolher ou não a verdade de Jesus é um direito da pessoa, cada um é livre para acolher o Evangelho ou não! Porém, ninguém pode tirar o nosso direito de crer em Jesus, de ouvir a Sua mensagem e O aceitar como nosso Senhor e Salvador. A segunda coisa é que nenhum de nós pode obedecer leis que favoreçam práticas que não são de acordo com nossa fé, de acordo com aquilo que cremos e acreditamos.
    Sabemos que há, em muitos países [no nosso país não é diferente], leis que não favorecem a vida, a prática de vida cristã, e não somos obrigados a oferecer tais leis. Não somos rebeldes civis, mas não podemos fazer aquilo que contraria o que cremos e acreditamos.
    Precisamos anunciar e proclamar Jesus. Podemos e devemos dizer ao mundo aquilo que Ele fez e faz em nossa vida. Devemos levar aos outros o modo de vida que cremos e acreditamos!
    Deus abençoe você!

    Nenhum comentário :

    Twitter

    -->

    Culture