Marcelo Odebrecht mandou recado a Dilma: “Ela cai, eu caio”

Ex-diretor da empreiteira contou que Marcelo Odebrecht ameaçou entregar documentos que comprovavam caixa dois para a campanha à reeleição de Dilma e Temer
Em depoimento à Procuradoria-Geral da República, o ex-diretor da Odebrecht João Nogueira disse que o empresário Marcelo Odebrecht, ex-presidente do grupo, enviou recado ameaçador à então presidente Dilma Rousseff para tentar frear as investigações da Operação Lava Jato. Marcelo sinalizou que revelaria documentos sobre repasses ao caixa dois da campanha de 2014, na qual Dilma e Temer se reelegeram. “Ela cai, eu caio”, disse o empresário em mensagem de celular em poder dos investigadores.
João Nogueira contou que o empreiteiro se encontrou com o governador de Minas Gerais, Fernando Pimentel (PT), logo após a reeleição da petista, em Belo Horizonte.
“A intenção dele, ao encontrar com o Pimentel, era passar mensagem à presidente Dilma, porque era notório que o Pimentel era muito próximo dela. Essa mensagem eu entendi que era a comprovação por meio de documentos que contribuições com recursos não contabilizados tinham sido de fatos realizados à campanha dela, de 2014. Com isso, Marcelo Odebrecht pretendia pressioná-la a tomar providências bastante mais contundentes”, declarou o ex-diretor. “Eram tempos já desesperadores”, acrescentou.
Marcelo Odebrecht mandou recado a Dilma: “Ela cai, eu caio” Marcelo Odebrecht mandou recado a Dilma: “Ela cai, eu caio” Reviewed by Ricardo Adriano on abril 17, 2017 Rating: 5

Nenhum comentário

Teste Teste Teste Teste

Teste Teste Teste Teste Teste Teste Teste Teste Teste Teste Teste Teste Teste Teste Teste Teste Teste Teste Teste Teste Teste Teste Teste Teste Teste Teste Teste Teste Teste Teste