Ministério Público e Conselho Tutelar do RN alertam sobre os riscos do jogo 'Baleia Azul’

O polêmico 'Jogo da Baleia Azul' – que tenta virtualmente induzir seus participantes ao suicídio ao final de 50 desafios – também preocupa famílias e instituições no Rio Grande do Norte. Nesta quinta (20), a Promotoria de Defesa da Infância e Juventude da comarca de Macau, distante 170 quilômetros de Natal, deu início a um trabalho de proteção e orientação aos pais e responsáveis por crianças e adolescentes da cidade. Lá, pelo menos duas adolescentes, uma de 13 e outra de 14 anos, já estariam envolvidas. O Conselho Tutelar, que colabora com o trabalho de prevenção, foi chamado pelas escolas onde as meninas estudam.

Segundo o Ministério Público do Estado, a partir de uma denúncia anônima, se tomou conhecimento de possíveis vítimas do jogo em Macau. “E, como forma de investigar os fatos, a 1ª Promotoria de Justiça, através da representante ministerial, promotora de Justiça Isabel de Siqueira Menezes, buscou o Conselho Tutelar a fim de adotar as primeiras providências junto às famílias”.

Uma promotora de Justiça de Macau, acompanhada de uma assistente social do MP e do presidente do Conselho Tutelar da cidade foram às rádios locais prestar informações sobre o jogo. O objetivo foi esclarecer a população sobre os perigos do uso indiscriminado da internet por crianças e adolescentes, bem como os meios de proteção e ajuda às eventuais vítimas.

Confira AQUI o comunicado elaborado pela Promotoria de Justiça de Macau. O documento será publicado nas escolas, bem como em toda rede de atendimento municipal.

Uma equipa da Inter TV Cabugi também foi a Macau. Lá, conversou com as famílias das duas adolescentes. A mãe da garota de 13 anos contou que percebeu cortes no braço da filha e, no dia seguinte, foi chamada à escola pela diretora. Ela contou que a filha é uma menina séria, fechada e que não gosta de conversar com ninguém.

Já a mãe da adolescente de 14 anos contou que entrou em choque quando descobriu o que estava acontecendo com a filha. "Eu simplesmente surtei, enlouqueci. Procurei a escola”, acrescentou. No colégio, a diretora revelou que foram os próprios colegas de turma que alertaram para o que estava acontecendo.

As duas escolas dizem que já tomaram medidas para tentar identificar que está propondo os desafios às estudantes. “Nós chamamos o Conselho Tutelar para que fossem feitos registros dessas situações. Queremos descobrir quem está a frente desses grupos”, disse uma das diretoras.

Ministério Público e Conselho Tutelar do RN alertam sobre os riscos do jogo 'Baleia Azul’ Ministério Público e Conselho Tutelar do RN alertam sobre os riscos do jogo 'Baleia Azul’ Reviewed by Ricardo Adriano on abril 21, 2017 Rating: 5

Nenhum comentário

Teste Teste Teste Teste

Teste Teste Teste Teste Teste Teste Teste Teste Teste Teste Teste Teste Teste Teste Teste Teste Teste Teste Teste Teste Teste Teste Teste Teste Teste Teste Teste Teste Teste Teste