Para pastores batistas, reforma da Previdência é 'crueldade genocida'

Para setores da igreja evangélica, reforma da Previdência terá maior impacto sobre a vida das populações mais pobres
Em nota assinada pelos pastores batistas Joel Zeferino, Marcos Adoniram Lemos Monteiro e Nívia Souza Dias, a Aliança de Batistas do Brasil repudia o teor do projeto de reforma da Previdência. Para os religiosos, a proposta do governo Temer se soma a uma série de outros projetos que consideram injustos por "desequilibrar ainda mais a relação capital-trabalho", estruturalmente danosos para o trabalhador e para a classe mais pobre e ainda embute uma "crueldade genocida".
No documento, os pastores afirmam que a reforma ameaça ainda a população mais pobre e os idosos, que historicamente sofrem com o achatamento das aposentadorias e pensões e com a progressiva dificuldade de inserção no mercado de trabalho por faixa etária.
Eles criticam o que chamam de cumplicidade da mídia conservadora, que mesmo diante de resistências e protestos de grande parcela da sociedade civil, apresenta a reforma de "modo adocicado", demonstrando mais uma vez a leniência e parcialidade dos meios de comunicação. "O projeto tem sido apresentado como um evangelho, anúncio de salvação da pátria e do povo brasileiro", afirmam os pastores. "A palavra evangelho é muito cara para nós, batistas. Denunciamos, então, esse projeto como um falso evangelho ou como um dysangelho, divulgação de um tipo de mundo contrário ao desejado por Deus."
E destacam que a inconsistência de argumentos que respaldem a tese do déficit previdenciário e a inexistência de auditoria nas contas, prevista constitucionalmente, demonstram a iniquidade dos interesses que direcionam tais medidas. "A confluência de um presidente não eleito, um Legislativo venal e um Judiciário inconsistente ameaça garantias e direitos duramente conquistados pelos mais necessitados."
Para pastores batistas, reforma da Previdência é 'crueldade genocida' Para pastores batistas, reforma da Previdência é 'crueldade genocida' Reviewed by Ricardo Adriano on abril 27, 2017 Rating: 5

Nenhum comentário

Teste Teste Teste Teste

Teste Teste Teste Teste Teste Teste Teste Teste Teste Teste Teste Teste Teste Teste Teste Teste Teste Teste Teste Teste Teste Teste Teste Teste Teste Teste Teste Teste Teste Teste