• Notícias de Última Hora

    quinta-feira, 4 de maio de 2017

    Após intervenção de Renan, prazo de discussão da reforma Trabalhista é prorrogado no Senado

    © DIDA SAMPAIO/ESTADAO
    O senador Renan Calheiros (PMDB-AL)
    Com uma articulação orquestrada pelo líder do PMDB do Senado, Renan Calheiros (AL), integrantes da oposição conseguiram chegar a um acordo com lideranças da base aliada e aprovaram no início da noite desta quarta-feira, no plenário do Senado, requerimento que estendem as discussões da reforma Trabalhista para a Comissão de Constituição e Justiça do Senado (CCJ). Mais cedo, Renan fez críticas à reforma em uma reunião com sindicalistas.
    Na prática com a medida, o debate em torno da proposta na Casa deve ser prorrogado por até 30 dias, além do previsto inicialmente pela cúpula do governo. Isso ocorre porque com a aprovação do requerimento a proposta terá que passar por um total de três Comissões: Assuntos Econômicos; Constituição e Justiça e Assuntos Sociais.
    Escolhido pelo PSDB para ser o relator da reforma trabalhista na CAE do Senado, o senador Ricardo Ferraço (ES), pretende apresentar o texto final da proposta para votação no colegiado ainda este mês. “Espero até o final do mês entregar meu relatório. O acervo de informação, debates, indicadores, enfim, tudo que foi feito na Câmara será levado em consideração”, ressaltou Ferraço. “É preciso que a gente olhe para o impacto que isso pode produzir na economia brasileira, na geração de emprego”, disse.
    Indiretamente, também são prorrogadas as discussões da reforma da Previdência, cujo texto-base foi aprovado hoje em comissão especial da Câmara. Para diminuir a resistência de deputados, o governo articulou para que a discussão da proposta no plenário da Câmara se dê somente após o fim da apreciação da proposta trabalhista no Senado.

    Nenhum comentário :

    Twitter

    -->

    Culture