• Notícias de Última Hora

    quarta-feira, 17 de maio de 2017

    Liturgia da Palavra de hoje (17)


    Primeira Leitura (At 14,19-28)
    Leitura dos Atos dos Apóstolos.
    Naqueles dias, 19de Antioquia e Icônio chegaram judeus que convenceram as multidões. Então apedrejaram Paulo e arrastaram-no para fora da cidade, pensando que ele estivesse morto. 20Mas, enquanto os discípulos o rodeavam, Paulo levantou-se e entrou na cidade. No dia seguinte, partiu para Derbe com Barnabé.
    21Depois de terem pregado o Evangelho naquela cidade e feito muitos discípulos, voltaram para Listra, Icônio e Antioquia. 22Encorajando os discípulos, eles os exortavam a permanecer firmes na fé, dizendo-lhes: “É preciso que passemos por muitos sofrimentos para entrar no Reino de Deus”. 23Os apóstolos designaram presbíteros para cada comunidade. Com orações e jejuns, eles os confiavam ao Senhor, em quem haviam acreditado.
    24Em seguida, atravessando a Pisídia, chegaram à Panfília. 25Anunciaram a palavra em Perge, e depois desceram para Atália. 26Dali embarcaram para Antioquia, de onde tinham saído, entregues à graça de Deus, para o trabalho que haviam realizado.
    27Chegando ali, reuniram a comunidade. Contaram-lhe tudo o que Deus fizera por meio deles e como havia aberto a porta da fé para os pagãos. 28E passaram então algum tempo com os discípulos.

    - Palavra do Senhor.
    - Graças a Deus.

    Responsório (Sl 144)
    — Ó Senhor, vossos amigos anunciem vosso Reino glorioso.
    — Ó Senhor, vossos amigos anunciem vosso Reino glorioso.
    — Que vossas obras, ó Senhor, vos glorifiquem, e os vossos santos com louvores vos bendigam! Narrem a glória e o esplendor do vosso reino e saibam proclamar vosso poder!
    — Para espalhar vossos prodígios entre os homens e o fulgor de vosso reino esplendoroso. O vosso reino é um reino para sempre, vosso poder, de geração em geração.
    — Que a minha boca cante a glória do Senhor e que bendiga todo ser seu nome santo desde agora, para sempre e pelos séculos.

    Evangelho (Jo 14,27-31a)
    — O Senhor esteja convosco.
    — Ele está no meio de nós.
    — Proclamação do Evangelho de Jesus Cristo + segundo João.
    — Glória a vós, Senhor.
    Naquele tempo, disse Jesus a seus discípulos: 27“Deixo-vos a paz, a minha paz vos dou; mas não a dou como o mundo. Não se perturbe nem se intimide o vosso coração. 28Ouvistes que eu vos disse: ‘Vou, mas voltarei a vós’. Se me amásseis, ficaríeis alegres porque vou para o Pai, pois o Pai é maior do que eu. 29Disse-vos isto, agora, antes que aconteça, para que, quando acontecer, vós acrediteis.
    30Já não falarei muito convosco, pois o chefe deste mundo vem. Ele não tem poder sobre mim, 31amas, para que o mundo reconheça que eu amo o Pai, eu procedo conforme o Pai me ordenou”.

    — Palavra da Salvação.
    — Glória a vós, Senhor.

    Homilia
    É assim que o Mestre Jesus está nos ensinando. Permanecer n’Ele quer dizer estar unido a Ele, estar ligado e viver na comunhão com Ele. Não adianta sermos de Jesus, sermos da Igreja, se não permanecermos em Deus, na Sua Palavra, no Seu Espírito e em comunhão profunda com Ele.
    Depois de caminharmos um certo tempo na igreja, depois de já conhecermos a Palavra de Deus, o nosso coração vai experimentar aquela tendência da autossuficiência, de achar que já sabemos, que já estamos mestrados, doutorados nas coisas de Deus, que podemos dar voos por conta própria.
    É claro que precisamos amadurecer e crescer na fé, mas não podemos nos esquecer da lição essencial: permanecer sempre colado, ligado em Deus. Cada vez que crescemos na vida do Espírito, mais somos chamados a estar arraigados e ligados em Deus! Até podemos fazer muitas coisas boas, por nossa própria vontade, por disposição do nosso coração, para as inclinações naturais que temos, mas só vamos produzir frutos se permanecermos em Jesus. Podemos ir à igreja, falar coisas bonitas, que tocam o coração das pessoas, mas os frutos só virão se forem vinculados e ligados a Cristo Jesus.
    Como vamos permanecer em Jesus? Primeiro, pela via da excelência que se chama oração, pois ela é nossa comunhão e ligação com Ele, com a Trindade, o Pai, o Filho e o Espírito Santo!
    Não há união com Deus se não passarmos pela via da oração. Não podemos nos desviar nem fugir dela. Somos até tentados a não rezar ou a rezarmos de qualquer jeito; então, vamos sucumbindo a essa tentação e relaxando, deixando a oração de lado, fazendo-a de qualquer jeito. O importante é que Deus nos entenda.
    O Senhor nos entende, não tenhamos dúvida nenhuma! Mas é a comunhão que enfraquece, os laços de amor vão rompendo, não por Deus, porque Ele não nos abandona de jeito nenhum. É o próprio Espírito que vai enfraquecendo, perdendo a direção e a rota, porque o que alimenta a nossa comunhão com Deus é a via da oração! Não abramos mão dela, pelo contrário, apliquemo-nos com empenho e dedicação para permanecermos unidos na videira Jesus, porque Ele quer permanecer em nós.
    Deus abençoe você!

    Nenhum comentário :

    Twitter

    -->

    Culture