• Notícias de Última Hora

    quarta-feira, 24 de maio de 2017

    Ministério é incendiado, e prédios são evacuados no DF; siga

    Tumulto entre policiais e manifestantes durante ato convocado pela Central Única dos Trabalhadores (CUT), a Força Sindical e outros sindicatos de várias partes do Brasil - 24/05/2017 (Andressa Anholete/AFP)
    O prédio do Ministério da Agricultura foi incendiado por manifestantes que protestam em Brasília pela saída do presidente Michel Temer (PMDB), em razão as acusações contra ele que vieram a público após a delação do empresário Joesley Batista e outros executivos do grupo JBS.
    Manifestantes também tentaram invadir o Ministério da Ciência e Tecnologia. Outros ministérios foram alvos de depredação. Todos os prédios da Esplanada dos Ministérios estão sendo evacuados por questão de segurança. O Gabinete de Segurança Institucional (GSI) deu início a um protocolo que prevê a liberação dos  servidores.
    Polícia Militar está usando bombas de efeito moral contra os manifestantes que atiram e colocam fogo em objetos. Um grupo de pessoas com rostos cobertos provocam os policiais, jogando garrafas de água e pedaços de madeira contra os agentes e tentam furar a barreira colocada na Avenida das Bandeiras, em frente ao Congresso Nacional, que impede o acesso à Praça dos Três Poderes. Parlamentares da oposição criticam a atuação da polícia.
    Acompanhe o desenrolar do protesto em Brasília:
    16:10 – Movimento na Esplanada dos Ministérios é de dispersão. Muitos manifestantes seguem na direção oposta ao Congresso Nacional, rumo a rodoviária e Estádio Mané Garrincha.

    16:03 – Uma pessoa foi vítima de bala de fogo e está sendo atendida pelo SAMU. Frente ao tumulto, muitas centrais pediram que seus manifestantes se retirassem do pátio central da Esplanada dos Ministérios.

    15:30 – Correria no Palácio do Planalto, com o deslocamento de pelotões de policiais para todas as entradas. Alguns manifestantes caminham em direção ao Congresso, após contornarem o bloqueio da PM.

    Nenhum comentário :

    Twitter

    -->

    Culture