• Notícias de Última Hora

    quarta-feira, 3 de maio de 2017

    Polícia prende home, com arma caseira e munições evenenadas

    A Polícia Civil de Mossoró prendeu na tarde desta quarta-feira (03) a pessoa de Romário Cacciano da Silva, de 23 anos. com ele foi apreendido um revólver calibre 38 com munições envenenadas e uma espingarda calibre 12, caseira. Havia também dinheiro e uma balança de precisão.

    Cacciano disse que é do Primeiro Comando da Capital.

    Romário disse que foi preso pela primeira vez, aos 18 anos, por ter tomado de assalto uma motoneta Traxx. Passou 10 meses na Cadeia Pública e foi tirar no semiaberto na Penitenciária Agrícola Mário Negócio, depois de ter sido condenado a 5 anos pelo assalto.

    Ficou sete dias preso no regime semiaberto e terminou preso na Operação Alcatraz, em 2014. “Isto aí foi laranjada. Não sei nem o que é”, disse. Conforme o processo 0103121-77.2014.8.20.0145, foi indiciado na Alcatraz, mas no mês de fevereiro de 2016 recebeu alvará, devido ao excesso de prazo no processo para ser julgado.

    Ficou preso na Penitenciária Agrícola Mario Negócio até o mês de abril de 2017, quando recebeu alvará no processo 0118118-85.2014.8.20.0106 e foi morar no bairro Barrocas, onde, segundo ele, quem manda é o PCC. 

    “Já deram três ‘butadas’ em mim. Uns homens num Sandero branco passaram lá atirando com pistola e escopeta. Num tinha como andar desarmado”, disse Romário, explicando o motivo de estar armado com uma espingarda calibre 12 e revólver com balas envenenadas.

    Na polícia, a história é diferente. Os agentes da Delegacia Especializada em Narcóticos descobriram que Romário Cacciano da Silva estava vendendo drogas juntamente com outros suspeitos no endereço nas Barrocas, onde foi localizado.

    Com Romário Cacciano, os agentes apreenderam uma espingarda calibre 12 com cano duplo, de fabricação caseira, um revólver 38, com balas envenenadas, uma pequena quantidade de maconha, balança de precisão, R$ 298,00 em dinheiro e dois celulares.

    O delegado Antônio Teixeira Júnior o enquadrou nos crimes de pose de arma de fogo e também tráfico de drogas. Diante dos fatos, Romário Cacciano retorna para a prisão.

    Fonte: Mossoró Hoje

    Nenhum comentário :

    Twitter

    -->

    Culture