Prefeito Juninho Alves concede aumento de 6,48% aos agentes de saúde e endemia do município

Prefeito Juninho Alves concede reajuste a agentes de saúde de Caraúbas (RN)
Em reunião realizada com o Sindicato dos Agentes de Saúde e Endemia de Caraúbas, na noite desta quinta-feira 11, o prefeito Juninho Alves assegurou um aumento de 6,48% para a categoria, que há mais de três anos não recebia reajuste salarial.

De acordo com Juninho Alves, após ouvir atentamente as reivindicações e argumentos dos agentes, foi concedido o reajuste nos salários, por entender que havia uma defasagem, proveniente do período em que passou sem reajuste.

“Os agentes de saúde nos procurou para relatar a defasagem salarial e me apresentaram números que comprovam o longo período sem reajuste, então consultei a assessoria jurídica e contábil para que o aumento salarial fosse implantado na folha dos servidores da categoria”, explicou o prefeito.

Já o representante da comissão sindical dos Agentes de Saúde em Caraúbas, Lindomar Lino, disse que a categoria apresentou a situação dos agentes, ao prefeito, que assegurou o aumento a ser pago a partir de junho. “O prefeito Juninho Alves disse que vai analisar o impacto do aumento na folha salarial e a partir do próximo mês a categoria já vai receber o aumento reajustado”, destacou o sindicalista.

Presentes na reunião com o prefeito Juninho Alves, estavam dois representantes do Sindicato dos Agentes de Saúde do Estado, representantes da comissão sindical de Caraúbas e agentes de saúde local. A reunião aconteceu no gabinete do prefeito, no Palácio Jonas Gurgel. Ao todo, os Agentes de Saúde e endemias que representam 57 funcionários.

Assessoria de Comunicação PMC
Prefeito Juninho Alves concede aumento de 6,48% aos agentes de saúde e endemia do município Prefeito Juninho Alves concede aumento de 6,48% aos agentes de saúde e endemia do município Reviewed by Ricardo Adriano on maio 13, 2017 Rating: 5

Nenhum comentário

Teste Teste Teste Teste

Teste Teste Teste Teste Teste Teste Teste Teste Teste Teste Teste Teste Teste Teste Teste Teste Teste Teste Teste Teste Teste Teste Teste Teste Teste Teste Teste Teste Teste Teste