Preocupado com CNBB, Temer chamou núncio apostólico ao Planalto

Presidente Michel Temer e Dom Giovanni d'Aniello, núncio apostólico no Brasil e embaixador da Santa Sé (Beto Barata/PR/VEJA)
Com interlocução fragilizada junto à Igreja, foi o presidente Michel Temer quem convocou para uma reunião no Palácio do Planalto, na quarta-feira pela manhã, o embaixador da Santa Sé no Brasil, o núncio apostólico dom Giovanni d’Aniello. O encontro se deu ao mesmo tempo em que ocorria em Aparecida (SP) a 55ª Assembleia-Geral da Confederação Nacional dos Bispos do Brasil (CNBB). O governo anda preocupado com oposição dos líderes católicos nacionais a seus projetos reformistas.
Temer interrompeu a agenda com deputados para receber em seu gabinete o representante do Vaticano – e do papa Francisco, que ainda não aceitou convite do presidente para vir ao Brasil neste ano. O presidente fora aconselhado por parlamentares de sua base aliada dois dias antes a buscar um contato direto com o Vaticano, dada a resistência da CNBB às reformas trabalhista e da Previdência, a principal do governo.
Temer explicou ao núncio apostólico detalhes da reforma da Previdência e entregou a ele documento com dados em defesa do projeto aprovado na comissão especial da Câmara dos Deputados. O discurso do governo é de que as mudanças são necessárias e protegem a aposentadoria da camada mais pobre da população.
Preocupado com CNBB, Temer chamou núncio apostólico ao Planalto Preocupado com CNBB, Temer chamou núncio apostólico ao Planalto Reviewed by Ricardo Adriano on maio 06, 2017 Rating: 5

Teste Teste Teste Teste

Teste Teste Teste Teste Teste Teste Teste Teste Teste Teste Teste Teste Teste Teste Teste Teste Teste Teste Teste Teste Teste Teste Teste Teste Teste Teste Teste Teste Teste Teste