Ex-presidente da Câmara de Mossoró condenado em processo da Operação Sal Grosso a cinco anos e meio de prisão

O juiz da 3ª. Vara Criminal da Comarca de Mossoró, Cláudio Mendes Júnior, assinou na tarde desta sexta-feira, 28, sentença de processo desencadeado pela Operação Sal Grosso que investigou a suposta prática de crimes e ações de delito envolvendo vereadores e assessores da Câmara Municipal de Mossoró.
A investigação encabeçada pelo Ministério Público apontou a utilização indevida de cerca de R$ 298 mil do erário público municipal.
A sentença definiu a pena do ex-presidente da Câmara Municipal de Mossoró, à época,  João Newton da Escóssia Júnior, “Júnior Escóssia”, a cinco anos, seis meses, e vinte dias de reclusão, em regime semiaberto, além do pagamento de quarenta e três dias-multa, o que equivale a 86 salários mínimos. Segundo a sentença. “Júnior Escóssia” poderá recorrer em liberdade.
Ex-presidente da Câmara de Mossoró condenado em processo da Operação Sal Grosso a cinco anos e meio de prisão Ex-presidente da Câmara de Mossoró condenado em processo da Operação Sal Grosso a cinco anos e meio de prisão Reviewed by Ricardo Adriano on julho 29, 2017 Rating: 5

Nenhum comentário

Teste Teste Teste Teste

Teste Teste Teste Teste Teste Teste Teste Teste Teste Teste Teste Teste Teste Teste Teste Teste Teste Teste Teste Teste Teste Teste Teste Teste Teste Teste Teste Teste Teste Teste