Novo míssil do regime de Pyongyang aumenta tensão na península coreana

A Coreia do Norte realizou nesta sexta-feira (28) um novo disparo de míssil balístico, segundo anúncio dos Estados Unidos, do Japão e da Coreia do Sul, sinalizando uma nova escalada na crise internacional com o regime de Pyongyang.
O Pentágono foi o primeiro a confirmar ter detectado o lançamento de um míssil balístico da Coreia do Norte. "Estamos avaliando a situação e nós teremos mais informações em breve", afirmou o porta-voz da Defesa dos Estados Unidos, o capitão Jeff Davis.
O lançamento acontece um mês após o primeiro teste bem-sucedido por Pyongyang de um míssil balístico intercontinental (ICBM) capaz de atingir o noroeste dos Estados Unidos, especialmente a região do Alasca. Esse sucesso tecnológico, alcançado em 4 de julho, quando é celebrado o Dia da Independência dos Estados Unidos, colocou o regime de Kim Jong-Un mais perto de seu objetivo: ameaçar o território continental norte-americano com artilharia nuclear.
Nada confirma que o míssil desta sexta-feira (28) seja intercontinental, mas autoridades dos EUA haviam descoberto, nos últimos dias, preparativos para um novo lançamento do míssil balístico.
Uma parte do Pentágono havia até mesmo previsto que o disparo aconteceria em 27 de julho, a data do armistício na guerra entre a Coreia do Norte e Coreia do Sul.
Novo míssil do regime de Pyongyang aumenta tensão na península coreana Novo míssil do regime de Pyongyang aumenta tensão na península coreana Reviewed by Ricardo Adriano on julho 29, 2017 Rating: 5

Nenhum comentário

Teste Teste Teste Teste

Teste Teste Teste Teste Teste Teste Teste Teste Teste Teste Teste Teste Teste Teste Teste Teste Teste Teste Teste Teste Teste Teste Teste Teste Teste Teste Teste Teste Teste Teste