• Notícias de Última Hora

    sábado, 29 de julho de 2017

    Novo míssil do regime de Pyongyang aumenta tensão na península coreana

    A Coreia do Norte realizou nesta sexta-feira (28) um novo disparo de míssil balístico, segundo anúncio dos Estados Unidos, do Japão e da Coreia do Sul, sinalizando uma nova escalada na crise internacional com o regime de Pyongyang.
    O Pentágono foi o primeiro a confirmar ter detectado o lançamento de um míssil balístico da Coreia do Norte. "Estamos avaliando a situação e nós teremos mais informações em breve", afirmou o porta-voz da Defesa dos Estados Unidos, o capitão Jeff Davis.
    O lançamento acontece um mês após o primeiro teste bem-sucedido por Pyongyang de um míssil balístico intercontinental (ICBM) capaz de atingir o noroeste dos Estados Unidos, especialmente a região do Alasca. Esse sucesso tecnológico, alcançado em 4 de julho, quando é celebrado o Dia da Independência dos Estados Unidos, colocou o regime de Kim Jong-Un mais perto de seu objetivo: ameaçar o território continental norte-americano com artilharia nuclear.
    Nada confirma que o míssil desta sexta-feira (28) seja intercontinental, mas autoridades dos EUA haviam descoberto, nos últimos dias, preparativos para um novo lançamento do míssil balístico.
    Uma parte do Pentágono havia até mesmo previsto que o disparo aconteceria em 27 de julho, a data do armistício na guerra entre a Coreia do Norte e Coreia do Sul.

    Nenhum comentário :

    Twitter

    -->

    Culture