Adbox
Tecnologia do Blogger.

Servidores da saúde votam por continuidade de greve no RN

Grevistas vão entregar cartas à população nesta quarta-feira, em frente ao Midway
O Sindsaúde-RN promoveu nesta terça-feira, uma assembleia com os servidores estaduais da saúde, em greve desde o dia 30 de junho. Os servidores decidiram continuar o movimento, diante da falta de respostas do governo estadual sobre as reivindicações.
A reunião também aprovou uma campanha em defesa de sete hospitais regionais: Acari, Apodi, Angicos, Canguaretama, Caraúbas, João Câmara e São Paulo do Potengi. E a participação nos atos contra o fechamento, como ocorre nesta quarta-feira (19), em Apodi, e na quinta (20), em Caraúbas.
Os servidores da saúde cobram o avanço nas negociações com o governo estadual. O Sindsaúde foi recebido em uma audiência com a Sesap e aguarda resposta sobre a pauta.
Entre os principais pontos, estão a data e ampliação das vagas do concurso público, a revisão da Lei de Produtividade, a implantação das mudanças de nível vencidas e a retirada do Projeto de Lei que reajusta em 3% o desconto ao Ipern.
A continuidade da greve foi aprovada por unanimidade, junto com um calendário de atividades. Nesta quarta-feira, além da participação no ato em Apodi, com caravanas da região de Mossoró, os servidores da Grande Natal farão um protesto a partir das 09h30 no cruzamento da Bernardo Vieira com a Salgado Filho, entregando cartas à população.
Eles também levarão o boneco do governador Robinson Faria, que foi apresentado pela primeira vez nesta greve.
Agenda – Quarta, 19 de julho
Greve na rua
09h30 – Cruzamento da Av. Salgado Filho com Bernardo Vieira

Ato contra o fechamento do Hospital de Apodi
08h – Hospital Regional Hélio Morais Marinho
Share on Google Plus

Sobre Ricardo Adriano

Sou pedagogo de formação, amo música, livros, poesias, trabalho com jardinagem e tudo um pouco, já fiz "um pouco". Sou amante da vida, da informação, das notícias que são levadas a você leitor (a). Estamos aqui para interagir. Obrigado por acessar este espaço.

0 comentários: