Adbox
Tecnologia do Blogger.

Casamento infantil: Brasil tem 66 mil crianças entre 10 e 14 anos em algum tipo de união estável

Casa, filhos, marido e uma vida conjugal ainda na infância nem sempre é uma mera brincadeira de criança. Trata-se de uma realidade entre meninas brasileiras que mal chegaram à adolescência e já assumem responsabilidades de adultas. No Brasil, o número de jovens que se casam quando deveriam estar na escola ou brincando é impressionante. São aproximadamente 66 mil crianças entre 10 e 14 anos de idade em algum tipo de união estável.
O relatório do Branco Central “Fechando a brecha: melhorando as leis de proteção à mulher contra a violência” revela que o casamento infantil não se trata de um fenômeno nacional. No mundo cerca de 15 milhões de meninas abaixo dos 18 anos formalizam uma união com o parceiro. O documento alerta sobre a legislação brasileira que trata do assunto e afirma que, além de repensá-la, é preciso fiscalizar o cumprimento das leis em defesa da mulher.
Esta semana, o tema foi debatido na Comissão de Defesa dos Direitos da Mulher da Câmara dos Deputados. A preocupação de especialistas é a precocidade das responsabilidades assumidas por meninas. Além de as afastarem da escola, o casamento infantil é um grande responsável pela gravidez na adolescência. Isso reflete no aumento do risco de infecções, abortos e maior exposição à violência doméstica e assédio pelo parceiro.
Paula Tavares é a autora do relatório do Banco Central e esteve na Câmara durante o debate. De acordo com ela, os impactos do casamento infantil não são apenas na saúde e na educação, mas também econômicos.
“Uma menina que se casa mais cedo, sai da escola, não contribui de uma forma plena pra renda do país, pra produtividade do país. A gravidez precoce, que também é associada ao casamento infantil, gera mortalidade mais alta, tanto materna como infantil, gerando mais custos para o sistema de saúde”.
De acordo com o Fundo de População das Nações Unidas, o número de bebês gerados por meninas entre 15 e 19 anos no Brasil, em 2014, chegou a 600 mil. Entre as mulheres que tiveram filhos entre 20 e 24 anos de idade, no mesmo período, 36% delas se casaram antes de completar 18 anos.
Novas reuniões sobre o tema na Comissão de Defesa dos Direitos da Mulher na Câmara estão previstas: mais uma sobre o casamento infantil e outra sobre meninas de 10 anos de idade, foco de pesquisa da ONU no assunto.
Com informações da Agência do Rádio.
Share on Google Plus

Sobre Ricardo Adriano

Sou pedagogo de formação, amo música, livros, poesias, trabalho com jardinagem e tudo um pouco, já fiz "um pouco". Sou amante da vida, da informação, das notícias que são levadas a você leitor (a). Estamos aqui para interagir. Obrigado por acessar este espaço.

0 comentários: