• Notícias de Última Hora

    quarta-feira, 23 de agosto de 2017

    Ministros do STF criticam fundo eleitoral de R$ 3,6 bilhões

    Ministros do Supremo Tribunal Federal (STF) criticaram nesta terça-feira, 22, a criação de um fundo público de R$ 3,6 bilhões para financiar campanhas e defenderam o barateamento das eleições.
    "Não sou a favor de um fundo de quase R$ 4 bilhões. Todos nós já pagamos a democracia - e devemos pagar. O horário eleitoral gratuito tem isenção de impostos para quem cede, o Fundo Partidário é um dinheiro que poderia ir para o contribuinte, então, isso (a criação do novo fundo) não é possível. A meu ver, não seria o razoável", disse o ministro Alexandre de Moraes, ao chegar para a sessão da Primeira Turma.
    O ministro defende a implantação do voto distrital misto e o fim das coligações já em 2018.

    "O que temos de fazer é baratear a campanha. Por que a campanha política precisa ser cinematográfica? Existem campanhas, principalmente majoritárias, em que a gravação é melhor que de minissérie. Com o voto distrital misto vai ser muito mais barato", completou Moraes.

    Nenhum comentário :

    Twitter

    -->

    Culture