• Notícias de Última Hora

    sexta-feira, 1 de setembro de 2017

    Liturgia da Palavra de hoje (1)

    Primeira Leitura (1Ts 4,1-8)
    Leitura da Primeira Carta de São Paulo aos Tessalonicenses.
    1Meus irmãos, eis o que vos pedimos e exortamos no Senhor Jesus: Aprendestes de nós como deveis viver para agradar a Deus, e já estais vivendo assim. Fazei progressos ainda maiores! 2Conheceis, de fato, as instruções que temos dado em nome do Senhor Jesus. 3Esta é a vontade de Deus: vivei na santidade, afastai-vos da impureza; 4cada um saiba tratar o seu parceiro conjugal com santidade e respeito, 5sem se deixar levar pelas paixões, como fazem os pagãos que não conhecem a Deus. 6Que ninguém, nessa matéria, prejudique ou engane seu irmão, porque o Senhor se vinga de tudo, como já vos dissemos e comprovamos. 7Deus não nos chamou à impureza, mas à santidade. 8Portanto, desprezar estes preceitos não é desprezar um homem e sim, a Deus, que nos deu o Espírito Santo.
    - Palavra do Senhor.
    - Graças a Deus.

    Responsório (Sl 96)
    — Ó justos, alegrai-vos no Senhor!
    — Ó justos, alegrai-vos no Senhor!
    — Deus é Rei! Exulte a terra de alegria, e as ilhas numerosas rejubilem! Treva e nuvem o rodeiam no seu trono, que se apoia na justiça e no direito.
    — As montanhas se derretem como cera ante a face do Senhor de toda a terra; e assim proclama o céu sua justiça, todos os povos podem ver a sua glória.
    — O Senhor ama os que detestam a maldade, ele protege seus fiéis e suas vidas, e da mão dos pecadores os liberta.
    — Uma luz já se levanta para os justos, e a alegria, para os retos corações. Homens justos, alegrai-vos no Senhor, celebrai e bendizei seu santo nome!

    Evangelho (Mt 25,1-13)
    — O Senhor esteja convosco.
    — Ele está no meio de nós.
    — Proclamação do Evangelho de Jesus Cristo + segundo Mateus.
    — Glória a vós, Senhor.
    Naquele tempo, disse Jesus aos seus discípulos esta parábola: 1”O Reino dos Céus é como a história das dez jovens que pegaram suas lâmpadas de óleo e saíram ao encontro do noivo. 2Cinco delas eram imprevidentes, e as outras cinco eram previdentes. 3As imprevidentes pegaram as suas lâmpadas, mas não levaram óleo consigo. 4As previdentes, porém, levaram vasilhas com óleo junto com as lâmpadas. 5O noivo estava demorando e todas elas acabaram cochilando e dormindo. 6No meio da noite, ouviu-se um grito: ‘O noivo está chegando. Ide ao seu encontro!’ 7Então as dez jovens se levantaram e prepararam as lâmpadas. 8As imprevidentes disseram às previdentes: ‘Dai-nos um pouco de óleo, porque nossas lâmpadas estão se apagando’. 9As previdentes responderam: ‘De modo nenhum, porque o óleo pode ser insuficiente para nós e para vós. É melhor irdes comprar aos vendedores’. 10Enquanto elas foram comprar óleo, o noivo chegou, e as que estavam preparadas entraram com ele para a festa de casamento. E a porta se fechou. 11Por fim, chegaram também as outras jovens e disseram: ‘Senhor! Senhor! Abre-nos a porta!’ 12Ele, porém, respondeu: ‘Em verdade eu vos digo: Não vos conheço!’ 13Portanto, ficai vigiando, pois não sabeis qual será o dia, nem a hora”.
    — Palavra do Senhor.
    — Glória a vós, Senhor.

    Homilia
    A Igreja é a noiva de Jesus Cristo Nosso Senhor e Salvador. Todos nós que fazemos parte da Igreja somos o povo de Deus e também a “noiva”, que está a caminho do encontro com o Noivo. Ele preparou um banquete para nós, mas, mais do que o banquete, Ele nos preparou as núpcias eternas, e seremos para sempre d’Ele. Essa realidade deve nortear a nossa vida. Ao mesmo tempo, deve encher de alegria, esperança e ânimo o nosso olhar.
    Pertencemos a Deus e seremos para sempre d’Ele, mas não podemos ficar esperando a morte, não podemos esperar ir para a outra vida. Só iremos para a vida eterna, a vida das núpcias eternas com Deus, se, nesta vida, vivermos como noivos, preparados para esperar, definitivamente, o noivo que virá ao nosso encontro.
    É muito importante não vivermos do improviso, dando aquele “jeitinho” que todo mundo dá para as coisas. É importante estarmos preparados a cada momento; é importante, a cada dia, irmos ao encontro do Senhor, porque, todos os dias, Ele vem ao nosso encontro.
    Às vezes, chamamos uma pessoa para participar de uma coisa, mas, quando vai ter algo importante na Missa, dizemos: “Não dá para ir. Não estou bem. Não estou preparado”. São as desculpas que nós inventamos.
    Há pessoas que vivem de dar e inventar desculpas, de fazer de sua vida uma eterna desculpa. Uma hora, é uma dor aqui e depois acolá; outra hora, uma coisa está bem e outra hora uma coisa não está certa. Na vida, todos nós temos dificuldades, problemas e situações, mas nós precisamos, a cada dia, resolver esses problemas. Não podemos deixar para depois, “a deus dará”, quando o tempo der e assim por diante. Há um tempo para cada coisa, mas é verdade que, a cada tempo, precisamos viver o melhor. Não podemos viver improvisando o tempo, improvisando as nossas coisas, não podemos viver à mercê de quando dará certo e de quando estivermos bem. Não sabemos quando estaremos bem, mas pode ser que, hoje mesmo, tenhamos de dar conta da nossa vida a Deus.
    Não dá para dizer assim: “Senhor, eu não estava bem hoje”. Para Deus, para o amor, precisamos estar prontos a cada dia e a cada momento, com as nossas fragilidades e dificuldades, nossas lutas diárias, mas o mais importante é viver, a cada dia, como se nós tivéssemos de nos apresentar ao noivo, Aquele que vem para nos levar às núpcias eternas com Ele.
    Vigiemos e vivamos preparados para ir ao encontro do Senhor!
    Deus abençoe você!

    Nenhum comentário :

    Twitter

    -->

    Culture