• Notícias de Última Hora

    terça-feira, 5 de setembro de 2017

    Liturgia da Palavra de hoje (5)

    Primeira Leitura (1Ts 5,1-6.9-11)
    Leitura da Primeira Carta de São Paulo aos Tessalonicenses.
    1Quanto ao tempo e à hora, meus irmãos, não há por que vos escrever. 2Vós mesmos sabeis perfeitamente que o dia do Senhor virá como ladrão, de noite. 3Quando as pessoas disserem: “Paz e segurança!”, então de repente sobrevirá a destruição, como as dores de parto sobre a mulher grávida. E não poderão escapar.
    4Mas vós, meus irmãos, não estais nas trevas, de modo que esse dia vos surpreenda como um ladrão. 5Todos vós sois filhos da luz e filhos do dia. Não somos da noite, nem das trevas. 6Portanto, não durmamos, como os outros, mas sejamos vigilantes e sóbrios.
    9Deus não nos destinou para a ira, mas para alcançar a salvação, por meio de nosso Senhor Jesus Cristo. 10Ele morreu por nós, para que, quer vigiando nesta vida, quer adormecidos na morte, alcancemos a vida junto dele. 11Por isso, exortai-vos e edificai-vos uns aos outros como já costumais fazer.
    - Palavra do Senhor.
    - Graças a Deus.

    Responsório (Sl 26)
    — Sei que a bondade do Senhor eu hei de ver, na terra dos viventes.
    — Sei que a bondade do Senhor eu hei de ver, na terra dos viventes.
    — O Senhor é minha luz e salvação; de quem eu terei medo? O Senhor é a proteção da minha vida; perante quem eu tremerei?
    — Ao Senhor eu peço apenas uma coisa, e é só isto que eu desejo: habitar no santuário do Senhor por toda a minha vida; saborear a suavidade do Senhor e contemplá-lo no seu templo.
    — Sei que a bondade do Senhor eu hei de ver, na terra dos viventes. Espera no Senhor e tem coragem, espera no Senhor!

    Evangelho (Lc 4,31-37)
    — O Senhor esteja convosco.
    — Ele está no meio de nós.
    — Proclamação do Evangelho de Jesus Cristo + segundo Lucas.
    — Glória a vós, Senhor.
    Naquele tempo, 31Jesus desceu a Cafarnaum, cidade da Galileia, e aí ensinava-os aos sábados. 32As pessoas ficavam admiradas com o seu ensinamento, porque Jesus falava com autoridade. 33Na sinagoga, havia um homem possuído pelo espírito de um demônio impuro, que gritou em alta voz: 34“Que queres de nós, Jesus Nazareno? Vieste para nos destruir? Eu sei quem tu és: tu és o Santo de Deus!”
    35Jesus o ameaçou, dizendo: “Cala-te, e sai dele!” Então o demônio lançou o homem no chão, saiu dele, e não lhe fez mal nenhum.36O espanto se apossou de todos e eles comentavam entre si: “Que palavra é essa? Ele manda nos espíritos impuros, com autoridade e poder, e eles saem”. 37E a fama de Jesus se espalhava em todos os lugares da redondeza.
    — Palavra do Senhor.
    — Glória a vós, Senhor.

    Homilia
    Jesus tem poder e autoridade sobre os espíritos impuros e malignos que estão no mundo para perder e sacudir as almas, para nos desviar da pureza da verdade, da fé e da vida. Esses demônios são combatidos na autoridade de Jesus. Podemos até cair por terra no combate, na luta espiritual, mas esses espíritos não podem fazer mal a nenhum de nós quando nos colocamos na autoridade d’Ele.
    O Senhor tem autoridade sobre os espíritos, Ele tem autoridade sobre os pensamentos e sentimentos impuros. Jesus tem autoridade sobre muitos sentimentos que tomam conta da nossa alma: a inveja, a lascívia, a impureza, os maus desejos e pensamentos, aquela raiva que vem tomar conta de nós.
    Não precisamos ser assim, nunca precisamos! Podemos acreditar que, por maior que sejam as nossas fraquezas, não precisamos viver dominados por elas, mas sim submeter nossas fraquezas, por maiores que sejam, ao domínio e senhorio de Nosso Senhor e Salvador Jesus Cristo.
    Muitas vezes, as fraquezas estão gritando, sacudindo dentro de nós aquela vontade forte que temos de brigar, de dizer palavras desaforadas, aquela vontade de fazer coisas erradas e pecaminosas; e ela vem, muitas vezes, com inclinações negativas, levando-nos a querer o mal e a fazer o mal para o outro. Não precisamos ser escravos dessas inclinações, pelo contrário, precisamos nos entregar ao senhorio de Jesus, permitir que Sua autoridade esteja sobre nossa mente, sobre nosso coração, nossa vontade e nossas inclinações.
    Faltamos, muitas vezes, com a humildade. Percebemos que certas tribulações, dificuldades e inclinações são fortes em nossa vida. E nós desanimamos, entregamo-nos e dizemos: “Sou assim mesmo. Já nasci assim. Estou acostumado a ser assim”. Não nascemos assim, renascemos em Deus, a cada dia, quando permitimos que Sua graça combata em nós os espíritos que estão nos atormentando.
    Jesus é o vencedor sobre o mal, sobre todos os espíritos impuros. Precisamos deixar e permitir que Ele seja vencedor em nosso corpo, em nossa alma, em nossa vida e vontade, em nossas disposições e inclinações.
    Deus abençoe você!

    Nenhum comentário :

    Twitter

    -->

    Culture