Liturgia da Palavra de hoje (24)

Primeira Leitura  (Rm 5,12.15b.17-19.20b-21)
Leitura da Carta de São Paulo aos Romanos.
Irmãos, 12o pecado entrou no mundo por um só homem. Através do pecado, entrou a morte. E a morte passou para todos os homens, porque todos pecaram. 15bA transgressão de um só levou a multidão humana à morte, mas foi de modo bem mais superior que a graça de Deus, ou seja, o dom gratuito concedido através de um só homem, Jesus Cristo, se derramou em abundância sobre todos.
17Por um só homem, pela falta de um só homem, a morte começou a reinar. Muito mais reinarão na vida, pela mediação de um só, Jesus Cristo, os que recebem o dom gratuito e superabundante da justiça. 18Como a falta de um só acarretou condenação para todos os homens, assim o ato de justiça de um só trouxe, para todos os homens, a justificação que dá a vida. 19Com efeito, como pela desobediência de um só homem a humanidade toda foi estabelecida numa situação de pecado, assim também, pela obediência de um só, toda a humanidade passará para uma situação de justiça.
20bPorém, onde se multiplicou o pecado, aí superabundou a graça. 21Enfim, como o pecado tem reinado pela morte, que a graça reine pela justiça, para a vida eterna, por Jesus Cristo, Senhor nosso.
- Palavra do Senhor.
- Graças a Deus.

Responsório (Sl 39)
— Eis que venho fazer, com prazer, a vossa vontade, Senhor!
— Eis que venho fazer, com prazer, a vossa vontade, Senhor!
— Sacrifício e oblação não quisestes, mas abristes, Senhor, meus ouvidos; não pedistes ofertas nem vítimas, holocaustos por nossos pecados, e então eu vos disse: “Eis que venho!”
— Sobre mim está escrito no livro: “Com prazer faço a vossa vontade, guardo em meu coração vossa lei!”
— Boas novas de vossa justiça anunciei numa grande assembleia; vós sabeis: não fechei os meus lábios!
— Mas se alegre e em vós rejubile todo ser que vos busca, Senhor! Digam sempre: “É grande o Senhor!” Os que buscam em vós seu auxílio.

Evangelho (Lc 12,35-38)
— O Senhor esteja convosco.
— Ele está no meio de nós.
— Proclamação do Evangelho de Jesus Cristo segundo Lucas.
— Glória a vós, Senhor.
Naquele tempo, disse Jesus aos seus discípulos: 35Que vossos rins estejam cingidos e as lâmpadas acesas. 36Sede como homens que estão esperando seu senhor voltar de uma festa de casamento, para lhe abrirem, imediatamente, a porta, logo que ele chegar e bater. 37Felizes os empregados que o senhor encontrar acordados quando chegar. Em verdade, eu vos digo: Ele mesmo vai cingir-se, fazê-los sentar-se à mesa e, passando, os servirá. 38E caso ele chegue à meia-noite ou às três da madrugada, felizes serão, se assim os encontrar!
— Palavra da Salvação.
— Glória a vós, Senhor.

HOMILIA
Precisamos estar ligados e vigilantes, precisamos, de fato, cuidar da nossa conduta, do nosso comportamento e proceder neste mundo. Não podemos andar por aí como pessoas negligentes, que não estão nem aí.
Uma coisa é ser uma pessoa tranquila, sossegada, calma e serena; outra coisa é ser uma pessoa negligente, desligada e desconectada. “Eu não ligo para nada. Eu não me preocupo com ela”. Isso é muito preocupante! Como não vamos nos preocupar com a nossa própria vida? Preocupar-se não quer dizer se entregar às preocupações, mas quer dizer: “Eu estou atento. Eu estou cuidando. Estou prestando atenção. Estou vigiando a minha conduta. Não estou vivendo a minha vida de qualquer jeito, deixando-a me levar e sendo levado por ela”.
Não podemos viver os excessos de preocupações da vida, viver preocupados, também não podemos viver de forma negligente, de qualquer jeito. Temos de, a cada dia, viver a nossa vida como um dia único, como aquele que está se preparando, a cada momento, para prestar contas ao Senhor, que nos deixou aqui para cuidar da nossa vida. A responsabilidade que nós recebemos de Deus é com a nossa vida em primeiro lugar.
Não exponha sua vida ao perigo, de forma nenhuma! É uma negligência terrível nos expormos ao perigo da vida. Eu sei que muitas pessoas se sentem corajosas – “Eu dou conta” –, acham que nunca vai lhes acontece nada, mas, no dia em que acontece, a desgraça é grande.
Não quero peso de culpa em ninguém, mas quantas pessoas estão acidentadas ou perderam muita coisa na vida, porque não foram cuidadosas com ela, arriscaram-se sem necessidade, arriscaram-se por arriscar ou acharam que não tinha perigo nenhum. Isso não é ser prudente.
Vigiar é ter responsabilidade sobre a vida e não a expor aos perigos que estão nas situações cotidianas. A segunda coisa é, justamente, ter bom senso, saber quais são nossas obrigações e responsabilidades, saber quais são as nossas fraquezas e nossos limites, para nos cuidarmos, para não nos deixarmos enganar, para não cairmos nos buracos, nas ciladas, nas artimanhas que a vida tem.
É importante estarmos vigilantes, cuidando da nossa vida, porque é só cuidando dela, com os rins cingidos, ou seja, atentos, com as lâmpadas acesas, caminhando na luz, que não vamos cair nos buracos da vida, que estaremos preparados para receber o Senhor a qualquer hora ou a qualquer momento, e irmos ao Seu encontro.
Deus abençoe você!

Liturgia da Palavra de hoje (24) Liturgia da Palavra de hoje (24) Reviewed by Ricardo Adriano on outubro 24, 2017 Rating: 5

Nenhum comentário

Teste Teste Teste Teste

Teste Teste Teste Teste Teste Teste Teste Teste Teste Teste Teste Teste Teste Teste Teste Teste Teste Teste Teste Teste Teste Teste Teste Teste Teste Teste Teste Teste Teste Teste