• Notícias de Última Hora

    segunda-feira, 30 de outubro de 2017

    Liturgia da Palavra de hoje (30)

    Primeira Leitura (Rm 8,12-17)
    Leitura da Carta de São Paulo aos Romanos.
    12Irmãos, temos uma dívida, mas não para com a carne, para vivermos segundo a carne. 13Pois, se viverdes segundo a carne, morrereis, mas se, pelo espírito, matardes o procedimento carnal, então vivereis. 14Todos aqueles que se deixam conduzir pelo Espírito de Deus são filhos de Deus. 15De fato, vós não recebestes um espírito de escravos, para recairdes no medo, mas recebestes um espírito de filhos adotivos, no qual todos nós clamamos: Abá — ó Pai! 16O próprio Espírito se une ao nosso espírito para nos atestar que somos filhos de Deus. 17E, se somos filhos, somos também herdeiros — herdeiros de Deus e co-herdeiros de Cristo —; se realmente sofremos com ele, é para sermos também glorificados com ele.
    - Palavra do Senhor.
    - Graças a Deus.

    Responsório (Sl 67)
    — Nosso Deus é um Deus que salva, é um Deus libertador!
    — Nosso Deus é um Deus que salva, é um Deus libertador!
    — Eis que Deus se põe de pé, e os inimigos se dispersam! Fogem longe de sua face os que odeiam o Senhor! Mas os justos se alegram na presença do Senhor, rejubilam satisfeitos e exultam de alegria!
    — Dos órfãos ele é pai, das viúvas, protetor; é assim o nosso Deus em sua santa habitação. É o Senhor quem dá abrigo, dá um lar aos deserdados, quem liberta os prisioneiros e os sacia com fartura.
    — Bendito seja Deus, bendito seja cada dia, o Deus da nossa salvação, que carrega os nossos fardos! Nosso Deus é um Deus que salva, é um Deus libertador; o Senhor, só o Senhor, nos poderá livrar da morte!

    Evangelho (Lc 13,10-17)
    — O Senhor esteja convosco.
    — Ele está no meio de nós.
    — Proclamação do Evangelho de Jesus Cristo + segundo Lucas.
    — Glória a vós, Senhor.
    Naquele tempo, 10Jesus estava ensinando numa sinagoga, em dia de sábado. 11Havia aí uma mulher que, fazia dezoito anos, estava com um espírito que a tornava doente. Era encurvada e incapaz de se endireitar. 12Vendo-a, Jesus chamou-a e lhe disse: “Mulher, estás livre da tua doença”. 13Jesus pôs as mãos sobre ela, e imediatamente a mulher se endireitou e começou a louvar a Deus.
    14O chefe da sinagoga ficou furioso, porque Jesus tinha feito uma cura em dia de sábado. E, tomando a palavra, começou a dizer à multidão: “Existem seis dias para trabalhar. Vinde, então, nesses dias para serdes curados, não em dia de sábado”.
    15O Senhor lhe respondeu: “Hipócritas! Cada um de vós não solta do curral o boi ou o jumento, para dar-lhe de beber, mesmo que seja dia de sábado? 16Esta filha de Abraão, que Satanás amarrou durante dezoito anos, não deveria ser libertada dessa prisão, em dia de sábado?” 17Esta resposta envergonhou todos os inimigos de Jesus. E a multidão inteira se alegrava com as maravilhas que ele fazia.
    — Palavra da Salvação.
    — Glória a vós, Senhor.

    Homilia
    Essa mulher estava encurvada e incapaz de se endireitar há 18 anos, pois um espírito estava nela, deixando-a encurvada e torta. Esse espírito deixou essa mulher aprisionada por 18 anos.
    Há espíritos que entram em nós e nos aprisionam – alguns mais, outros menos –, mantêm-nos presos e cativos a ele. Todo e qualquer espírito que nos aprisiona entorta, curva e inclina a nossa vida, torna-nos incapazes de caminhar na direção correta.
    Cada um deve pedir a Deus a graça para reconhecer que espírito o está atormentando e tirando da reta da vida, tornando-a turva.
    Às vezes, algumas pessoas se deixam prender por esses espíritos a vida inteira; outras reconhecem que são prisioneiras, mas não buscam a graça de se libertar.
    Quem é escravo do espírito do alcoolismo sabe o quanto ele escraviza. Quando falo de alcoolismo, olho para quem é escravo do orgulho, da soberba, do dinheiro, do ressentimento e da mágoa. Há pessoas que levam uma mágoa por 30 anos; às vezes, até para o caixão. Que triste essa vida!
    Há quem seja escravo de uma sexualidade desenfreada, de uma vida nas drogas. Poderíamos enumerar tantas situações, tantos espíritos que entram em nós e são mais fortes do que nossa vontade! “Eu não quero ter raiva dessa pessoa. Eu até tento, mas só de lembrar dela, já me dá raiva”. Estamos prisioneiros desse espírito da raiva. “Eu não queria beber, mas eu não consigo controlar. Estou escravo do espírito da bebida”.
    O mal entrou em nós e criou essa má inclinação. Se isso é uma má notícia, não podemos ficar nela, porque há uma Boa Nova chamada Jesus. Ele veio para nos libertar de todo e qualquer espírito que nos escraviza, que nos mantêm cativos e aprisionados.
    Precisamos deixar que Jesus Salvador, Jesus libertador, aja em nosso coração, em nossa mente e vontade. Precisamos querer ser livres.
    Essa mulher tornou-se livre, e os religiosos da época se escandalizaram, porque era dia de sábado. Mas se sábado é dedicado para o Senhor, Ele quer fazer com que sábado, domingo ou qualquer dia da semana seja o dia da libertação. Deus quer nos ver livres de todo e qualquer espírito que nos mantêm cativos, presos, aprisionados, que tiram a nossa liberdade. Jesus, o Senhor, quer libertar todos nós.
    Deus abençoe você!

    Nenhum comentário :

    Twitter

    -->

    Culture