• Notícias de Última Hora

    sábado, 11 de novembro de 2017

    Liturgia da Palavra de hoje (11)

    Primeira Leitura (Rm 16,3-9.16.22-27)
    Leitura da Carta de São Paulo aos Romanos.
    Irmãos, 3saudai Prisca e Áquila, colaboradores meus em Cristo Jesus, 4os quais expuseram a sua própria vida para salvar a minha. Por isso, eu lhes sou agradecido; não somente eu, mas também todas as Igrejas do mundo pagão. 5Saudai igualmente a Igreja que se reúne na casa deles. Saudai meu muito estimado Epêneto, que faz parte dos primeiros frutos da Ásia para Cristo. 6Saudai Maria, que trabalhou muito em proveito vosso. 7Saudai Andrônico e Júnias, meus parentes e companheiros de prisão, apóstolos notáveis e que se tornaram discípulos de Cristo antes de mim. 8Saudai Ampliato, a quem estimo muito no Senhor. 9Saudai Urbano, nosso colaborador em Cristo, e a meu caríssimo Estaquis. 16Saudai-vos uns aos outros com o beijo santo. Todas as Igrejas de Cristo vos saúdam. 22Saúdo-vos eu, Tércio, que escrevo esta epístola no Senhor.
    23Saúda-vos Caio, meu hóspede e de toda a Igreja. 24Saúda-vos Erasto, tesoureiro da cidade, e o irmão Quarto. 25Glória seja dada àquele que tem o poder de vos confirmar na fidelidade ao meu evangelho e à pregação de Jesus Cristo, de acordo com a revelação do mistério mantido em sigilo desde sempre. 26Agora este mistério foi manifestado e, mediante as Escrituras proféticas, conforme determinação do Deus eterno, foi levado ao conhecimento de todas as nações, para trazê-las à obediência da fé. 27A ele, o único Deus, o sábio, por meio de Jesus Cristo, a glória, pelos séculos dos séculos. Amém!
    - Palavra do Senhor.
    - Graças a Deus.

    Responsório (Sl 144)
    — Bendirei o vosso nome pelos séculos, Senhor!
    — Bendirei o vosso nome pelos séculos, Senhor!
    — Todos os dias haverei de bendizer-vos, hei de louvar o vosso nome para sempre. Grande é o Senhor e muito digno de louvores, e ninguém pode medir sua grandeza.
    — Uma idade conta à outra vossas obras e publica os vossos feitos poderosos; proclamam todos o esplendor de vossa glória e divulgam vossas obras portentosas!
    — Que vossas obras, ó Senhor, vos glorifiquem, e os vossos santos com louvores vos bendigam! Narrem a glória e o esplendor do vosso reino e saibam proclamar vosso poder!

    Evangelho (Lc 16,9-15)
    — O Senhor esteja convosco.
    — Ele está no meio de nós.
    — Proclamação do Evangelho de Jesus Cristo + segundo Lucas.
    — Glória a vós, Senhor.
    Naquele tempo, disse Jesus aos seus discípulos: 9“Usai o dinheiro injusto para fazer amigos, pois, quando acabar, eles vos receberão nas moradas eternas. 10Quem é fiel nas pequenas coisas também é fiel nas grandes, e quem é injusto nas pequenas também é injusto nas grandes. 11Por isso, se vós não sois fiéis no uso do dinheiro injusto, quem vos confiará o verdadeiro bem? 12E se não sois fiéis no que é dos outros, quem vos dará aquilo que é vosso? 13Ninguém pode servir a dois senhores: porque ou odiará um e amará o outro, ou se apegará a um e desprezará o outro. Vós não podeis servir a Deus e ao dinheiro”. 14Os fariseus, que eram amigos do dinheiro, ouviam tudo isso e riam de Jesus. 15Então, Jesus lhes disse: “Vós gostais de parecer justos diante dos homens, mas Deus conhece vossos corações. Com efeito, o que é importante para os homens, é detestável para Deus”.
    — Palavra da Salvação.
    — Glória a vós, Senhor.

    Homilia
    Hoje, o Senhor nos convida a darmos a importância devida às pequenas coisas, porque, muitas vezes, achamos que as elas não têm tanta importância. Para nós, só têm importância as coisas grandes.
    Deixe-me exemplificar: “Eu contei uma pequena mentira. Mas é tão pequena, nem significa nada!”. Significa sim! São as pequenas mentiras que se tornam grandes mentiras.
    O mundo acredita em muitas coisas falsas, porque, um dia, alguém contou uma coisa tão pequena, e isso virou uma mentira grande.
    Ninguém começa roubando banco, mas com pequenas coisas, pequenos roubos. Ninguém se torna fofoqueiro contanto grandes fofocas, é uma fofoquinha aqui e outra acolá, e assim vai.
    Precisamos ser honestos e sérios em tudo aquilo que fizermos, porque tudo tem sua importância. Não podemos desmerecer as ações do cotidiano.
    Quando vejo as notícias do mundo em que vivemos, tem corrupção para lá e para cá. A primeira tendência do nosso coração é jogar pedra, condenar, ficar todo mundo indignado. Eu, então, volto o olhar para minhas atitudes, para rever meus procedimentos, coloco a mão na minha consciência e digo: “Como eu sou naquilo que me é dado a fazer, naquilo que é da minha responsabilidade? Eu sou honesto? Sou justo? Sou correto nas pequenas coisas do meu cotidiano?”. Então, vou descobrindo em mim mesmo atitudes e decisões nas quais eu não fui totalmente justo nem honesto como deveria ser.
    Coloco a minha barba de molho, coloco o meu coração em atitude de revisão e penitência, para que eu possa rever as minhas atitudes, para que eu seja julgado, mas não pelas grandes coisas, porque somos julgados e olhados por Deus pela forma que aproveitamos cada dia, cada momento da nossa vida.
    Não somos julgados pelas pessoas que evangelizamos: “Olha quantos eu levei para o Senhor!”. Mas sim pelas nossas atitudes do dia a dia. E quanto as nossas atitudes quando estamos com nós mesmos? Como lidamos com os nossos pensamentos e sentimentos?
    O Evangelho também nos fala sobre o dinheiro injusto para fazer amigos. Queria apenas lembrar que todo dinheiro é injusto, mesmo o dinheiro que conquistamos honestamente trabalhando, porque o mundo fez dele o símbolo maior da injustiça, porque uns têm com tanta facilidade, outros não têm de jeito nenhum. Por isso, do dinheiro que temos, sendo injusto, porque ele é injusto, precisamos fazer o bom uso, para fazer o mínimo de justiça ou o tanto de justiça que conseguirmos para reparar as injustiças deste mundo.
    Deus abençoe você!

    Nenhum comentário :

    Twitter

    -->

    Culture